Desbloqueio de iPhone custou US$ 900 mil ao FBI

FBI nunca havia mencionado o valor pago para acessar iPhone de terrorista.

Por | @oficinadanet Smartphones

A polícia federal dos Estados Unidos, o FBI, em 2015, solicitou à Apple que desbloqueasse o iPhone de um terrorista que estava envolvido no atentado de San Bernardino, em que 14 pessoas foram mortas por dois atiradores, que acabaram morrendo também no confronto. No entanto, a Apple se recusou a desbloquear, o que fez com que o FBI tomasse outras medidas.

Desbloqueio de iPhone custou US$ 900 mil ao FBIA polícia americana, então, pagou para que uma empresa especializada em segurança eletrônica pudesse acessar o iPhone investigado. Porém, somente agora, mais de um ano do ocorrido, foi mencionado quanto o hack custou ao FBI: US$ 900 mil, cerca de R$ 2,8 milhões.

A declaração foi feita pelo próprio diretor do FBI, James Comey, em uma audiência realizada na semana passada. Após a reunião, a democrata Dianne Feinstein concedeu entrevista à agência de notícias Associated Press e comentou o valor.

Até então, o valor gasto nunca havia sido mencionado, já que as autoridades sempre se negaram a responder. Ainda devemos levar em consideração que o número exato pode não ser este, já que as autoridades não confirmaram, bem como a empresa paga para fazer o trabalho.

Mais sobre: apple iphone fbi
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo