Espécie extinta de tigre está prestes a voltar à vida

O feito acontecerá nos próximos anos.

Por | @Evilmaax Ciência

Mais de 20 anos depois do primeiro Jurassic Park ganhar o Oscar e quase 30 anos após o primeiro livro da franquia ser lançado (sim, ele era um livro), estamos bem próximos de trazer o primeiro animal extinto à vida.

Espécie extinta de tigre está prestes a voltar à vida

Não é um Tiranossauro ou qualquer outro animal pré-histórico, mas não deixa de ser legal, ou melhor, é ainda mais legal, afinal é um dos maiores felinos que já viveram (o 4º maior felino e o 3º maior tigre). Estamos falando do Tigre-do-Cáspio – conhecido desde os tempos romanos, quando era assassinado nos coliseus – e que foi extinto nos anos 1950 após virar um alvo de caçadas esportivas, devido à transformação de seu habitat em terras agricultáveis e até captura para treinamento militar de alguns exércitos.

Agora, de acordo com um grupo de pesquisadores ele poderá ser trazido de volta à vida, graças ao Tigre Siberiano. Funciona assim: há 10 mil anos atrás – no final da última era glacial – uma espécie de tigre ancestral dominava a região da Ásia central até dividir-se. Um grupo dessa espécie ficou preso no Turquestão e o restante foi para o extremo oriente russo. O primeiro grupo deu origem ao Tigre-do-Cáspio e o segundo deu origem ao Tigre Siberiano, respectivamente.

Pois bem. Cientistas descobriram que o DNA do Tigre Siberiano é praticamente idêntico ao da espécie extinta há algumas décadas, sendo assim o meio ideal de reviver o Tigre-do-Cáspio. E antes que você imagine os cientistas criando tigres em laboratório, a realidade é bem menos fantasiosa.

Como as 2 espécies são praticamente idênticas geneticamente, tiveram a ruptura das características há apenas 10 mil anos e tudo por questões de ambientação, o processo será bem mais simples do que você imagina: Os Tigres Siberianos serão introduzidos no habitat original do Tigre-do-Cáspio e a natureza fara o restante do serviço.

Espécie extinta de tigre está prestes a voltar à vida
Provável local onde a espécie será reintroduzida

Um local ideal para isso já foi identificado no Kazaquistão e pode abrigar até 100 tigres nos próximos 50 anos. O projeto (financiado pelo World Wildlife Found – WWF) está bem avançado e já conta com o aval das agências ambientalistas e governamentais.

No momento os órgãos estão resolvendo como popular a região com as presas naturais do Tigre-do-Cáspio, como javalis e veados.

Fonte

Mais sobre: ciencia, dna, genetica
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários