Startup transforma passarelas em painéis solares

Empresa húngara quer colocar painéis solares em diversos tipos de superfícies, de forma a gerar energia mais limpa e sem desperdícios.

Por | @oficinadanet Tecnologia

A tecnologia tem voltado os seus olhos para a sustentabilidade. Há poucos dias noticiamos aqui, no Oficina da Net, o projeto de Elon Musk com telhados solares que, no futuro, poderão inclusive, custar mais barato que os telhados tradicionais.

E a startup húngara Platio também está investindo em alternativas para gerar energia de forma que não prejudique o meio ambiente. A empresa quer colocar painéis solares em inúmeros tipos de superfície, a começar por passarelas nas ruas.

Startup transforma passarelas em painéis solares

Para quem ainda não conhece, painéis solares são dispositivos utilizados para converter a energia solar em energia elétrica. Embora a tecnologia empregada para produzir este tipo de dispositivo seja cara e necessite de mais investimentos dos governos, os painéis solares têm sua importância ancorada, principalmente, no fato de ser uma alternativa para a geração de energia limpa, como acontece com a eólica. Se quiser saber mais sobre, recomendo a leitura deste artigo produzido pelo Oficina da Net.

Voltando à Platio, o projeto começou há dois anos em Busapeste. Conforme Imre Sziszák, que faz parte do grupo de engenheiros e arquitetos responsáveis pelas bases moldadas em plástico, capazes de captar energia, os fundadores da startup “são amigos de infância e entusiastas da tecnologia favorável ao meio ambiente”. Além dele, participam do projeto Micklós Ilyés e József Cseh.

O trio optou por utilizar os painéis solares sobrepostos em um revestimento protetor de plástico, o que garante que eles não irão quebrar quando pisados. Além disso, o projeto também utiliza resíduos plásticos reciclados. Conforme os idealizadores da iniciativa, os fios elétricos no interior dos painéis se conectam perfeitamente. Desta forma, após a sua colocação, não é necessário que seja feita constante revisão.

Veja também:

Até agora o projeto já arrecadou US$ 70 mil em 150 m² de área comercializada e planeja alçar voos maiores em breve. A empresa foi considerada uma das bem-sucedidas no evento especializado em cidades inteligentes Smart City Expo.

O projeto, além de gerar energia livre e reduzir o desperdício, é uma alternativa aos elementos tradicionais da pavimentação que deixam os asfaltos com aquela aparência cinza, deixando as calçadas, literalmente, mais ensolaradas. 

Fonte: Techcrunch

Mais sobre: painéis solares, solarcity, sustentabilidade
Share Tweet
DESTAQUES
Mais compartilhados
Comentários