Estudo diz que donos de iPhone são mais arrogantes e desonestos que os de Android

Para o levantamento, 530 pessoas foram entrevistadas entre os anos de 2015 e 2016. As entrevistas envolviam perguntas ao usuário em relação ao seu smartphone e os seus sentimentos.

Por | @oficinadanet Smartphones

De acordo com uma pesquisa feita em cooperação pelas universidades de Lincoln e de Lancaster no Reino Unido, a escolha entre um iPhone e um Android define pontos importantes da personalidade dos indivíduos. O estudo indica que donos de iPhone costumam ser mais emotivos que os de Android, bem como menos humildes e mais desonestos.

Estudo diz que donos de iPhone são mais arrogantes e desonestos que os de Android

Leia também:

A pesquisa foi apresentada pela primeira vez em setembro, porém, foi finalizada e publicada somente na semana passada. Os pesquisadores, inicialmente, traduziram os resultados dizendo que os donos de iPhone seriam mais “desagradáveis”.

Para o levantamento, 530 pessoas foram entrevistadas entre os anos de 2015 e 2016. As entrevistas envolviam perguntas ao usuário em relação ao seu smartphone e os seus sentimentos.

“Na comparação com usuários Android, descobrimos que usuários de iPhone têm maior probabilidade de serem mulheres, mais jovens e cada vez mais preocupados sobre seu smartphone ser visto como um objeto de status", revela a pesquisa.

Os pesquisadores tinham como interesse principal verificar se o sistema operacional  usado no smartphone de uma pessoa poderia revelar características da sua personalidade. Com isso, eles descobriram que "diferenças importantes de personalidade também foram observadas, com usuários de iPhone mostrando níveis menores de Honestidade-Humildade e níveis maiores de emocionalidade".

Um dos pesquisadores envolvidos no estudo, David Ellis, disse ao CNet que, conforme a pesquisa progredia, os pesquisadores se tornaram mais competentes em adivinhar qual smartphone as pessoas possuíam.

A equipe, a partir dos dados coletados, conseguiu desenvolver um modelo estatístico capaz de adivinhar qual celular as pessoas tinham baseados em suas respostas. A equipe, no entanto, segundo ele, já tinha a expectativa de que os donos de iPhone poderiam ser “mais jovens e extrovertidos” e que ainda teriam uma “maior probabilidade de ver seu celular como objeto de status”.

“Embora os smartphones estejam ganhando espaço em pesquisas de diversas disciplinas", a relação entre as diferenças que existem entre os dois grupos de usuários (Android e iOS) “nunca foi investigada empiricamente”.

O resultado da pesquisa, segundo Ellis, será importante para outras investigações no futuro. Os pesquisadores, no entanto, não estabelecem uma relação de causa que pudesse sugerir por que cada grupo de usuário possui tais características. Deste modo, não é possível dizer que as características individuais estejam ligadas ao valor de um iPhone. Ellis diz ainda que seria necessário estudar pessoas que migraram de um sistema operacional para outro para poder entender melhor o comportamento dos indivíduos.

Mais sobre: ios android smartphones
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo