Oficina da Net Logo

Será? Homem afirma ser o criador do iPhone

Ross afirma que em 1992 solicitou patente de um “dispositivo eletrônico de leitura”.

Por | @oficinadanet Smartphones Pular para comentários

Uma nova polêmica está envolvendo a Apple, mais especificadamente o iPhone. Um homem afirma ser o criador do aparelho e que Steve Jobs roubou a sua ideia. Em razão disso, Thomas S Ross está processando a companhia e solicitando indenização de US$ 10 bilhões (cerca de 33 bilhões de reais), além de royalties de 1,5% referentes às vendas futuras da Apple.

Será? Homem afirma ser o criador do iPhone

Ross afirma que em 1992 solicitou patente de um “dispositivo eletrônico de leitura”, ou seja, um aparelho com tela plana que coubesse na mão e pudesse servir para o consumo de mídia. Leia em destaque: Moto G7: Motorola lançou nova família da linha G com preços de R$999 até R$1899.

Patente apresentada por Ross.
Patente apresentada por Ross.

No processo, Ross afirma ter sido o primeiro a registrar a ideia de combinar com mídia e ainda ferramentas de comunicação, e que suas criações foram usadas em produtos como iPhones, iPod, iPads, entre outros.

Será? Homem afirma ser o criador do iPhone

O pedido acabou sendo dado como abandonado em 1995, segundo o The Thelegraph, já que o autor do pedido nunca pagou as taxas necessárias. Apesar disso, ele ainda acusa a Apple de ter se apropriado de sua patente. Ele, inclusive, lembra uma fala de Jobs que diz não ter vergonha de roubar grandes ideias.

Patente não foi aceita por Ross não ter pago as taxas necessárias na época.
Patente não foi aceita por Ross não ter pago as taxas necessárias na época.

Para comprovar, Ross acrescentou os desenhos originais no processo. Ele quer que o julgamento seja feito com júri na Flórida.

Bom, vamos esperar as cenas dos próximos capítulos e ver se realmente o homem tem razão, ou se tudo não passa de modo de arrecadar dinheiro.

Assine a nossa newsletter
Comentários
Carregar comentários
Siga nossas redes sociais