Oficina da Net Logo

HoloLens deve chegar para desenvolvedores em 2016

Inicialmente, somente desenvolvedores terão acesso ao HoloLens. Usuários comuns terão que esperar um pouco mais pela novidade da Microsoft.

Por | @oficinadanet Tecnologia

No próximo ano, o dispositivo de realidade aumentada da Microsoft, o HoloLens, deverá chegar para desenvolvedores. A informação foi repassada pelo próprio CEO da companhia, Satya Nadella, em uma entrevista para a BBC.

No início do mês passado, Nadella havia comentado ao site de tecnologia Zdnet que o HoloLens seria mais usado por empresas e desenvolvedores na fase inicial. “Games serão sempre um cenário e haverá outros de entretenimento em geral. Mas, com a V1 do HoloLens, eu quero ver muito mais o uso empresarial”, disse.

“No geral, a abordagem da Microsoft será sempre esse foco de dupla utilização, ou este multifoco. O que podemos fazer exclusivamente é ser a ponte do consumidor para a empresa. Isso está em nosso DNA”, disse ainda Nadella ao site.

“Isso está até na nossa missão de empoderar pessoas e organizações. Quero que cada tecnologia nossa busque isso. No caso do HoloLens, quando eu olho para os interessados, é incrível como muitos estão em hospitais, cuidados com a saúde, varejo. É onde vejo o interesse e certamente iremos atrás dele”, afirmou o CEO.

 HoloLens deve chegar para desenvolvedores em 2016

Leia também:

Durante a apresentação do Windows, na semana passada, o HoloLens apareceu com grande destaque, enfatizando uma realidade virtual no próprio ambiente do usuário.

Inicialmente, conforme comentado, o HoloLens deve ser lançado somente para desenvolvedores, assim, o público em geral deverá demorar um pouco mais para ter acesso ao mecanismo. Com isso, na fase inicial, estando presente somente nas mãos dos desenvolvedores, a ideia é mostrar o potencial da tecnologia, saliente Nadella.

O Windows 10, por ter compatibilidade com a realidade aumentada, faz do sistema operacional recém lançado, um dos mais inovadores já apresentados pela Microsoft.  “É o início de uma nova era do Windows”, diz o CEO da Microsoft.

COMPARTILHE
Comentários
Carregar comentários