Sonda espacial da NASA começa a registrar imagens de Plutão

Terça-Feira, 27 de janeiro; após nove anos e cinco bilhões de quilômetros percorridos no espaço, a sonda espacial New Horizons, da NASA, começou neste domingo, 25 de janeiro, a registrar imagens de Plutão, o planeta anão.

Por | @oficinadanet Ciência

Essa que será uma das primeiras oportunidades de analisar o planeta anão bem de perto, também poderá ser a última missão de exploração planetária da referida sonda aos principais planetas do nosso Sistema Solar. Atualmente a New Horizons encontra-se a 200 milhões de quilômetros de distância do planeta e assim dificilmente Plutão será perceptível nas imagens; o referido planeta e sua principal lua, Caronte, ainda aparecerão nestas primeiras imagens como pequenos pontos sobre inúmeras estrelas que aparecerão ao fundo.

Para Mike Buckley, profissional da Universidade Johns Hopkins, que trabalha em conjunto com a Agência Espacial Norte-Americana – NASA, disse que: “Plutão e sua principal lua, ainda aparecerão como pontos sobre um fundo de estrelas; esperamos o retorno das primeiras imagens a Terra na próxima semana, quando serão publicadas”.

Vale salientar que as imagens são importantes para analisar o posicionamento da sonda espacial, assim a NASA conseguirá um posicionamento mais próximo ao planeta, alinhando a mesma para um sobrevoo mais preciso.

A sonda New Horizons deverá realizar a maior aproximação ao planeta anão no mês de julho, mais precisamente no dia 14, quando serão registradas as primeiras fotos a uma distancia de 13.695 quilômetros de distância de Plutão e de Charon, a sua maior lua.

Para que isso ocorra da melhor maneira possível, a equipe da missão terá que alinhar a sonda espacial corretamente para o sobrevoo, onde também os sete instrumentos diferentes a bordo da sonda terão que estar funcionando perfeitamente para poderem trabalhar em diferentes distâncias para obter os dados esperados. Assim sendo, todo o tempo será importante para que a sonda realize um sobrevoo perfeito e sem problemas.

Ainda segundo a equipe, o planejamento da missão é que os horários sejam executados com exatidão, com uma tolerância de 100 segundos entre um tempo e outro, assim a sonda saberá para onde e quando apontar os instrumentos.

Após a exploração do planeta anão, a New Horizons seguirá viagem para uma região do Sistema Solar conhecida como “Cinturão de Kuiper”. Nessa região existem vários planetas anãos, sendo ela uma área até hoje pouco explorada por missões espaciais.

Essa próxima missão da sonda New Horizons está programada para ocorrer entre 2016 a 2020.

Mais sobre: NASA Sistema Solar Plutão
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo