Rússia envia primeira mulher à ISS

Valentina Tereshkova foi a primeira mulher russa a viajar para fora da Terra, em 16 de junho de 1963.

Por | @oficinadanet Ciência

Os astronautas russos Elena Serova e Alexander Samokutiaev e o americano Barry Wilmore chegaram à Estação Espacial Internacional (ISS) após uma viagem de seis horas a bordo da nave Soyuz, que decolou na quinta-feira (25) em Baikonur, Cazaquistão.

Desta vez, a missão conta com a presença de Elena Serova, a primeira cosmonauta russa em uma missão na ISS. Elena também é a primeira mulher do país a participar de uma viagem para fora da Terra desde 1997.

Serei a primeira mulher russa a ir para a Estação Espacial Internacional (ISS). Os tripulantes têm uma enorme responsabilidade para com as pessoas que os formaram e quero dizer a elas: 'não vamos decepcioná-los'", disse Serova

De acordo com a agência espacial russa Roskosmos, a nave Soyuz-TMA14M decolou do cosmódromo de Baikonur na noite de quinta-feira e chegou à ISS às 2H11 GMT (23H11 de Brasília, quinta-feira).

Leia também:

Os astronautas devem permanecer na ISS 168 dias e irão se juntar ao comandante da estação, o Maxim Surayev, sua colega americana Reid Wiseman e o alemão Alexander Gerst.

No ano passado, a Rússia comemorou os 50 anos de voo da primeira mulher ao espaço. Valentina Tereshkova foi a primeira mulher russa a realizar o feito, em 16 de junho de 1963. Após, foi a vez de Svetlana Savitskaia, em 1982 e em 1984, Elena Kondakova fez o mesmo entre 1994 e 1997.

"Quando Tereshkova voou, estávamos em plena concorrência com os Estados Unidos para saber qual de nós enviaria a primeira mulher ao espaço", explicou à AFP o editor-chefe da revista Novosti Kosminavtiki ("Notícias do Espaço"), Igor Marinin.

Conforme Marinin, a presença feminina em voos se tornou menos frequente porque muitas pessoas da indústria aeroespacial pensavam que  "o espaço era um duro trabalho de homens".

Rússia envia primeira mulher à ISS
Elena Serova durante coletiva de imprensa.

"Minha filha tem quase 17 anos (...) Não vejo qual problema possa haver para me comunicar com ela (...) Terei muitas oportunidades de ligar para ela, saber como está e apoiá-la, caso sofra um golpe duro", explicou Serova na coletiva de imprensa ao ser questionada por um jornalista de como lidaria "como mulher", a separação de sua família e, em particular, de sua filha.

Serova nasceu em 22 de abril de 1976, em Primorié, no Extremo Oriente russo, e terminou a Faculdade Aeroespacial no Instituto de Aviação de Moscou, em 2001. Em 2007, começou a se preparar para voos espaciais.

"Se tudo sair bem (...), servirá de sinal para que mais mulheres ponham à prova sua força no espaço”, completou Serova.

Mais sobre: ciencia ISS elena serova
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter