Ataque cibernético russo rouba mais de um bilhão de senhas de internet

Com mais de 400 mil sites afetados e um bilhão de senhas de internet roubadas, as informações obtidas pelo grupo criminoso parecem que ainda não foram comercializadas ou repassadas.

Por | @oficinadanet Segurança digital

Segundo a reportagem do jornal norte-americano, The New York Times, cibercriminosos russos roubaram mais de um bilhão de senhas de internet, afetando mais de 400 mil sites. Este roubo cibernético já é dado como o de maior volume de informações de internet roubado até hoje.

De acordo com o fundador e diretor chefe de segurança da informação da empresa de segurança norte-americana Hold Security, Alex Holden, os criminosos não visaram apenas sites de empresas americanas, sendo que muitos destes ainda continuam vulneráveis. Holden diz o seguinte: “Os criminosos não olharam apenas para companhias americanas, eles atacaram todos os endereços que conseguiram, indo desde bem pequenos até grandes corporações, sendo que muitos destes sites ainda continuam vulneráveis”.

A empresa de segurança não informou o nome dos sites atacados, mas declarou que há entre eles endereços de companhias bem conhecidas. Para Holden, os russos não fizeram nada de excepcional e novo, apenas fizeram o trabalho muito bem feito; “o roubo afeta absolutamente todos os usuários de internet”, declara ele.

Conforme as informações obtidas pela empresa Hold Security, o grupo não possui ligações com o governo russo, sendo ele formado por mais ou menos 12 pessoas com idade entre 20 e poucos anos. O ataque segundo as informações obtidas foi realizado no centro-sul da Rússia.

Outro ataque russo foi realizado no último mês, onde a vítima foi o site de tecnologia CNET, mas este ataque não está sendo atribuído ao mesmo grupo, uma vez que o grupo wOrm como foi denominado, supostamente ataca para apontar a vulnerabilidade em sites de grandes empresas.

Mais sobre: crime internet russo
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar