Pela primeira vez, linhas telefônicas sofrem queda nas vendas

Base de telefonia móvel cai pela primeira desde junho de 2006.

Por | @RafaelaPozzebon Smartphones

De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a base de telefonia móvel no Brasil registrou no mês de setembro a primeira queda desde junho de 2006, com a desativação de 173,6 mil linhas. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (6).

A redução do número total de assinantes em setembro foi de 0,06%, se comparado ao mês de agosto. Com isso, o número chegou a 268,27 milhões.

Os motivos da queda do total de assinantes ainda não estão claros, porém, de acordo com a Anatel, as empresas de telefonia móvel estão fazendo uma limpeza de sua base, ou seja, estão removendo as linhas que não estão sendo usadas.

Em setembro o número de acessos pré-pagos chegou a 211,34 milhões (78,78%) e 56,93 milhões pós-pagos (21,22%). A banda larga móvel representava 88,31 milhões de acessos, sendo que 552,63 mil foram feitos através de terminais 4G.

A Vivo liderou o mercado em setembro (28,56%). Em segundo lugar aparece a Tim (27,17%). A Claro ficou em terceiro (25,14%) e em seguida aparece a Oi (18,64%).

Mais sobre: base linhas, queda, anatel
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários