Explorando a era digital: Cibercultura

Em função do contexto cultural e tecnológico da era digital, as tecnologias desta era marcam uma nítida relação entre sociedade, cultura e seus artefatos tecnológicos.

Por | @oficinadanet Internet

Olá queridos leitores! No artigo de hoje vamos iniciar a explorar a era digital, conceituando cada um dos termos vistos na Figura 1 do artigo anterior: A Era Digital: Apropriação Tecnológica e Inclusão Digital.

Em função do contexto cultural e tecnológico da era digital, as tecnologias desta era marcam uma nítida relação entre sociedade, cultura e seus artefatos tecnológicos. Diante da apropriação das TDR`s, emergem novas possibilidades de sociabilidade e de práticas comunicacionais, bem como novas práticas de ser e estar no tempo, possibilitando interagir uns com os outros e inserir novas capacidades e potencialidades, diretamente condicionada ao desenvolvimento tecnológico.

A esse processo pode-se atribuir o nome de cibercultura, como a principal dinâmica social deste tempo, que é um “conjunto de técnicas (materiais e intelectuais), de práticas, de atitudes, de modo de pensamento e de valores que se desenvolvem juntamente com o crescimento do ciberespaço” (LÉVY, 1999, p.17).

Explorando a era digital: Cibercultura
Figura 1 - Características da Era Digital. Fonte: Primária.

Ademais, essa nova cultura não veio para demarcar um determinismo tecnológico, mas para mostrar a sinergia existente entre saberes e conhecimentos e os novos artefatos tecnológicos da era digital.

A cibercultura teve seu aporte tecnológico no desenvolvimento dos microprocessadores, na década de 70, e na criação e popularização dos computadores pessoais na década de 80 e da internet (LEMOS, 2004). Isso tornou possível o armazenamento e o tratamento de informações. Um dos processos constituintes dessa evolução está na digitalização da informação, na transformação de textos, imagens, sons e vídeos em códigos binários (0 e 1) compreensíveis pelo computador.

Veja os outros posts da série:

Tais códigos binários tornam virtual a informação, fundamento técnico da digitalização que possibilita a propagação da informação e a interação entre os sujeitos, independente do espaço geográfico e do tempo.

O virtual é o campo de forças e de problemas que tende a se resolver em uma atualização, é uma dimensão da realidade, e este não se opõe ao real, mas sim, ao atual, existindo apenas em potência e não em ato (LÉVY, 1999, p. 47).

A cibercultura é suportada e difundida por uma nova estrutura tecnológica de conexão, denominada de ciberespaço que, enquanto potencializador da inteligência coletiva e tecnologia intelectual, forma um novo espaço de organização e de transação na era digital. Devido à arquitetura dos computadores, tornou possível sua popularização como um meio de comunicação navegável e transparente, centrado em processos comunicativos e interacionais.

No próximo artigo vamos falar do ciberespaço. Até lá!

Mais sobre: eradigital informatica cibercultura
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo