Alegando satisfação dos usuários, Apple desiste de preferência pelo termo AppStore

Desde 2011 a disputa pelo termo Appstore move Apple contra a Amazon.

Por | @oficinadanet Carreira em TI

A Apple decidiu encerrar a disputa judicial com a Amazon pelo uso do termo Appstore. A companhia da maçã iniciou o processo contra a Amazon em março de 2011 alegando que possui direitos autorais sobre a marca “App Store” pela legislação da Califórnia.

De acordo com a juíza Phyllis J. Hamilton, do distrito da Califórnia, a empresa de Cupertino enviou um acordo e também pedidos para a Amazon para encerrar o caso.

“Estamos satisfeitos que o tribunal tenha encerrado o caso de forma conclusiva”, afirmou a porta-voz da Amazon, Mary Osako. “Estamos ansiosos para dar continuidade em nosso foco de entregar a melhor experiência possível de appstore para os consumidores e desenvolvedores.”

A Apple sempre argumentou que tanto ela quanto a Amazon vendem produtos pela internet, sendo que ambas possuem produtos da Apple e assim os consumidores poderiam ficar confusos vendo a Amazon usando a marca da Apple para um serviço de downloads.

"Nós não vemos mais a necessidade de prosseguir com o caso", disse a porta-voz da Apple, Kristin Huguet. "Com mais de 900 mil aplicativos e 50 bilhões de downloads, os clientes sabem onde podem comprar os seus aplicativos favoritos."

Mais sobre: Apple Amazon Appstore
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar