Conforme IBGE, mulheres têm mais celulares que homens

De acordo com o IBGE, pela primeira vez, mulheres possuem mais celulares que homens no Brasil.

Por | @oficinadanet Negócios

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), um fato inédito foi registrado e divulgado nesta quinta-feira: Pela primeira vez, o percentual de mulheres que possuem celulares ultrapassou o de homens.

A pesquisa é referente ao ano de 2011, em que 115 milhões de brasileiros contavam com um aparelho celular, ou seja, 69% da população.

Com isso, no ano, 69,5% das mulheres possuíam um aparelho. O percentual de homens, por sua vez, chegou a 68,7%. Um fato realmente histórico, já que o cenário foi sempre o contrário, mais homens possuíam aparelhos celulares do que mulheres.

De acordo com Adriana Beringuy, técnica do IBGE da coordenação de Trabalho e Emprego, um dos fatores que contribuiu para esta realidade é devido a maior presença feminina no mercado de trabalho, sendo de modo formal ou mesmo informal.

Assim, levando em consideração apenas as pessoas que trabalham com carteira assinada,  o percentual de homens com celular fica em 67,3%, das mulheres cai para 45,4%.

Uma diferença realmente notável.  Das 60,2 milhões de mulheres com celular, 20,8 milhões não possuem emprego,  estão desempregadas ou mesmo trabalham na informalidade. Enquanto os homens, dos 55,1 milhões que contam um aparelho celular, apenas um pouco mais de um milhão não possui emprego.

A técnica salientou a importância do aparelho celular para muitas mulheres que trabalham informalmente, como manicures, costureiras, diaristas, entre outras. “A gente sabe que dentro da condição da não-ocupação, algumas profissionais liberais têm no celular um canal de contato muito importante”, diz Beringuy. 

Mais sobre: celulares homens Brasil
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo