Intel promete revolucionar o mercado de chip para smartphones, tablets e microservidores

A Intel trará ao mercado uma nova linha de processadores Atom. A Silvermont, que será a primeira microarquitetura da companhia a usar o processo de produção em 22 nm com a tecnologia de transistores 3D para a produção de um sistema de chip para o uso em smartphones, tablets e microservidores

Por | @RafaelaPozzebon Programação

A Intel apresentou nesta semana novidades a respeito do redesenho de sua linha de processadores Atom. Denominada de Silvermont, a nova microarquitetura é a primeira da empresa a usar seu processo de produção em 22 nm com tecnologia de transistores 3D para produzir um sistema em um chip que poderá ser usado em uma ampla gama de dispositivos como, tablets, smartphones e microservidores.

Hoje os processadores da família “A” da Apple e as linhas Tegra da Nvidia, Snapdragon da Qualcomm e Exynos da Samsung, são à base de muitos dos tablets e smartphones modernos, onde todos eles são baseados em variantes de uma ou outra plataforma criada pela ARM.

Já com a nova microarquitetura, tudo isso irá mudar, afirma a Intel; os novos processadores Atom que virão baseados nesta nova microarquitetura possuirão um desempenho muito maior, ou seja, três vezes maior, com um consumo de energia cinco vezes menor que as Atom atuais.

Em um evento na última semana, o arquiteto chefe da Intel, Belli Kuttana declarou que, “Não é apenas um ajuste na Saltwell e sim uma mudança de design fundamental”. Já para o vice-presidente e gerente-geral da Intel Architecture Development Group A, Rani Borkar, a Intel pretende atualizar a Silvermont anualmente, bem como faz com a família Core.

A nova microarquitetura Silvermont trará novas instruções projetadas para melhorar a segurança e assim ter um maior desempenho, além de um novo gerador de números aleatórios que poderá ser usado para deixar os softwares mais resistentes a ataques; mas não é só isso que a Intel irá disponibilizar a seus usuários com a Silvermont, além de tudo que já descrevemos, a nova microarquitetura também terá a sua disposição novos recursos de virtualização que poderão ser usados por software de segurança, com 47 novas instruções para aceleração no processamento de conteúdo multimídia e acesso a memória e mais sete novas instruções para facilitar o processamento de grandes conjuntos de dados.

A nova Silvermont ainda promete trazer muitos mais recursos e se a empresa fabricante cumprir com suas surpresas, poderá assim dominar o mercado de processadores de tablets e smartphones, bem como faz com o mercado de PCs.

Mais sobre: silvermont, intel, processadores
Share Tweet
DESTAQUESMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.