NASA identifica Superfuracão em Saturno

Sonda espacial americana Cassini registra imagens de gigantesca tempestade no hemisfério norte de Saturno, localizada em região conhecida como "Hexágono de Saturno". Fenômeno será capaz de auxiliar descobertas sobre tempestades na Terra

Por | @eduardobarbian Ciência

Cientistas da NASA anunciaram nesta terça (30) que identificaram que a tempestade localizada no Polo Norte de Saturno é na verdade um Superfuracão cujo vórtice possui dimensões equivalentes a 20 vezes o tamanho do olho de um furacão típico na Terra. Seu diâmetro é estimado em 2 mil quilômetros.

A Sonda Cassini, responsável pela captura das imagens da tempestade, chegou em 2004 ao planeta, e na época o hemisfério norte estava em completa escuridão devido ao longo inverno de Saturno, cuja volta ao sol leva 29 anos terrestres. Somente em 2009 foi possível registrar imagens iluminadas da região graças ao fim do inverno.

A tempestade captada pela Cassini foi divulgada inicialmente em novembro do ano passado, porém somente agora a agência espacial americana divulgou maiores detalhes sobre o Superfuracão.

NASA identifica Superfuracão em Saturno

Curiosamente chamada de “Rosa Vermelha” devido à coloração artificial gerada pela sonda, localiza-se em um misterioso sistema chamado “Hexágono de Saturno”, que basicamente é uma formação de nuvens que assumiram a forma de um hexágono sem nenhuma explicação aparente e com tamanho maior que duas vezes a Terra.

NASA identifica Superfuracão em Saturno

De acordo com a NASA, os ventos do furacão de Saturno chegam a 530 quilômetros por hora, muito mais forte que qualquer furacão na Terra. Apesar do imenso tamanho, a tempestade de parece muito com as ocorridas na Terra, e pode auxiliar em descobertas sobre suas formações. O fenômeno é resultado da combinação da alta temperatura na superfície do oceano, alta pressão atmosférica e elevadas quantidades de chuvas.

Confira o video capturado da tempestado de Saturno:

Você pode conferir mais informações sobre o Cassini no site do CICLOPS (Cassini Images Central Laboratory for Operations), onde estão disponíveis todas as imagens e vídeos capturados pela sonda espacial.

Mais sobre: saturno cassidi tempestade
Share Tweet
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar