Oficina da Net Logo

Asteroide passará próximo da Terra nesta terça-feira

O corpo celeste foi avistado através do Catina Sky Survey, um programa de investigação que tem como objetivo encontrar cometas, asteroides e objetos próximos da Terra.

Por | @oficinadanet NASA Pular para comentários

Um asteroide irá passar próximo ao nosso planeta nesta terça-feira (15). O asteroide 2010 WC9 foi avistado pela primeira vez em 30 de novembro de 2010. Os astrônomos conseguiram acompanhar o corpo celeste somente até 1 do mesmo ano de sua aparição, após ele desapareceu do campo de visão. Agora, porém, ele reapareceu e passará próximo à Terra.

O corpo celeste foi avistado através do Catina Sky Survey, um programa de investigação que tem como objetivo encontrar cometas, asteroides e objetos próximos da Terra, da Universidade do estado norte-americano de Arizona, diz a Earthsky.

Asteroide foi visto pela primeira vez em 2010. Após isso, os pesquisadores o perderam de vista. Asteroide foi visto pela primeira vez em 2010. Após isso, os pesquisadores o perderam de vista.

Leia também: Leia em destaque: 10 tecnologias da NASA que estão no nosso dia a dia.

O asteroide irá se aproximar da Terra em 15 de maio de 2018, ou seja, nesta terça-feira, passando a uma distância de 203.453 km, cerca da metade da distância entre a Terra e a Lua. O seu diâmetro pode variar entre 60 e 130 metros. Essa pode ser uma das maiores aproximações de um asteroide desse tamanho já registrada. Segundo os cálculos dos cientistas da NASA, o asteroide passará por volta das 19h05, no horário de Brasília.

Conforme os astrônomos, o asteroide é tamanho médio, porém maior que o meteorito de Chelyabinsky, que caiu na Rússia em 2013 causando vários danos materiais e ainda deixou cerca de 1.400 pessoas feridas.

“Há muitas aproximações de asteroides, a maioria são muito pequenos. Muito poucos objetos daquele tamanho já foram vistos a chegarem mais perto do que a Lua”, diz o astrónomo Guy Wells, do Observatório Northolt Branch, em Londres.

O Observatório Northolt Branch irá transmitir ao vivo a passagem do asteroide através do Facebook, graças a imagens recolhidas pelo seu telescópio, e desde que o tempo colabore.

MAIS SOBRE: #Terra  #NASA  #asteroide  #corpo-celeste
Comentários
Carregar comentários