Em tempos de digital influencers e redes sociais cada vez presentes em nossas vidas, um fenômeno interessante acontece ao redor do mundo. O que exatamente configura um influenciador digital? Uma celebridade na internet? De maneira geral, são figuras que produzem conteúdo das mais variadas temáticas e estilos ou que simplesmente mostram suas vidas. Porém, não é exatamente necessário que essa figura seja de uma pessoa real.

VTubers, ou "Virtual Youtubers", foi a primeira denominação para essas celebridades que na realidade são personagens feitos através de computação gráfica. Com a popularização de avatares virtuais, também surgiram os VInstagrammers e derivados de outras redes sociais.

Seja em hiper realismo ou em estilos próprios, essas figuras se originaram no Youtube, mas hoje fazem parte de todas as redes sociais, principalmente no Instagram. Cada virtual influencer possui uma ideia por trás do personagem, mas todos são efetivamente personagens criados, com vidas, visuais e personalidades distintas e que não necessariamente refletem quem os criou. Se trata de um movimento recente, dos últimos cinco anos, onde avatares virtuais começaram a ganhar espaço e visibilidade em diferentes redes sociais.

No Youtube

A primeira Youtuber a se autonomear Virtual Youtuber foi a Kizuna A.I, do A.I Channel nascido em dezembro de 2016. Contudo, ela não foi a primeira celebridade virtual, já existiam outros canais com avatares virtuais, mas o termo em si foi colocado e popularizado pelo A.I Channel. Esse canal coloca avatares virtuais femininas em estilo anime para produzir gameplays, fazer lives, vídeos respondendo fãs e até mesmo músicas originais e cover. O A.I.Channel possui hoje 2,73 milhões de inscritos e até mesmo linhas de produtos.

No Japão, esse movimento se iniciou mais cedo e ganhou bastante força. Uma pioneira e exemplo de avatar virtual a se tornar famosa foi a Hatsune Miku, popular até mesmo no ocidente. A artista vocaloid (cuja voz é criada digitalmente) é completamente produzida em computadores e ganhou um avatar que hoje se tornou o maior exemplo de celebridade virtual no mundo. Contudo, a Hatsune não se propõe a ser uma influencer ou Youtuber, mas com certeza inspirou e moveu a criação de personagens virtuais nas plataformas e redes sociais. Hoje o Japão é o maior berço de Virtual Youtubers, enquanto aqui no ocidente o que mais se popularizou nesse estilo foram personalidades virtuais no Instagram.

Alguns exemplos de canais Japoneses de VTubers são:

No Instagram

Aqui no ocidente, a plataforma e rede social de fotos Instagram é particularmente forte, muito mais do que no oriente. Enquanto em 2016, no Youtube se havia se começado a popularização de virtual youtubers, nesse mesmo ano se criava o perfil de Instagram de Lil Miquela, uma personagem criada por Trevor McFedries e Sara DeCou. De origem estadunidense, Miquela surgiu sem a proposta de ser uma influenciadora virtual. Isso levou à diversas especulações sobre a sua existência. Com um design e estilo hiper realista, Miquela atraiu atenção por todos os lados e moveu a mídia.

Ver essa foto no Instagram

Not the VitaminD I was talking about, but it’ll do.

Uma publicação compartilhada por Miquela (@lilmiquela) em

Ela atua exatamente como a maioria dos influencers, mostrando sua vida, sendo engraçada, fazendo merchandise de marcas e também mostrando um lado ativista por direitos humanos. Hoje Miquela possui 2,3 milhões de seguidores no Instagram e até mesmo lançou um videoclipe original, reforçando que essas celebridades virtuais tendem bastante à fazer música.

Outro forte exemplo é Shudu, a primeira modelo virtual, agindo também no Instagram como influenciadora. A modelo virtual negra possui 201 mil inscritos na rede social.

Alguns exemplos de Virtual Instagrammers são:

As novas possibilidades que avatares virtuais abrem

Com o sucesso desse estilo novo, avatares virtuais abrem uma nova discussão sobre o conteúdo digital e influenciadores de redes sociais. Eles provam que não é necessário que alguém exista de fato para influenciar outros. Tudo que é necessário é uma figura a ser popularizada, enquanto transmite as mais diversas mensagens que seus criadores desejam. Tampouco é necessário abdicar da privacidade pessoal para se tornar um influenciador, um avatar virtual pode fazer isso por você. Além disso, um avatar é essencialmente um personagem que seus criadores modelam. São figuras públicas que podem se aproximar de serem perfeitas e não são visadas por críticas assim como a maioria das celebridades. Não é necessário ser bonito, bem sucedido ou carismático, pois se pode criar alguém com a personalidade, visual e proposta que quiser para mediar o contato de criadores de conteúdo com seu público.