PaMu Slide REVIEW - Depois do Hype e problemas, um excelente fone True Wireless

Analisamos o Pamu Slide da Padmate, um fone true wireless que teve problemas, mas resolvido, consegue entregar qualidade muito boa.

Por Headphones 2 comentários
PaMu Slide REVIEW - Depois do Hype e problemas, um excelente fone True Wireless

Recebemos o famoso Pamu Slide da marca Padmate, ele é o famoso matador de AirPods, ou qualquer desses adjetivos que a internet colocou nele. E o nosso exemplar foi gentilmente cedido pelo Cristian Zacca, meu amigo que perguntou: Nícolas eu comprei o Pamu Slide, nem abri ele ainda, quer testar e fazer review, eu gosto das tuas análises e acharia legal ver esse fone por lá no canal. Então, obrigado Zacca, aí vai a análise do Pamu Slide.

Esse fone só foi possível por financiamento coletivo pelo site Indiegogo, na época ele custava 49 dólares, então era barato comprar, porém algum lote desses chegou com problema e aí você já sabe, a internet ficou alvoroçada com a história toda e passou a odiar o produto, depois de amar ele. Passados os problemas, o Pamu Slide agora é um fone não tão barato assim, importando ele sai por mais de R$ 300, e talvez você audiófilo vai dizer pra mim, 300 reais é um fone de entrada. Sim, para você pode ser de entrada, agora para os outros 99% das pessoas que quer um fone true wireless com uma qualidade considerável, esse fone já não é barato. Mas vamos começar pelo design e construção dele.

Assista o review em vídeo:

Design

A caixa que acompanha os fones é grande, de fato, e me incomoda o toque de você colocar no lado esquerdo o fone da direita. Ao colocar os fones dentro da caixa, ele volta a carregar, já falo mais sobre a bateria e duração.

Esse estojo é feito de alumínio e o design ficou conhecido pelo deslize da tampa da caixa. É esse movimento que leva o nome do produto, SLIDE. O modelo que testamos aqui, é o T6, ele não conta com carregamento wireless, mas tem a versão Slide+ que permite você utilizar a carga da caixa para carregar seu telefone.

O estojo conta com sistema anti-queda, tem imãs na caixa e nos fones, quando aberta a tampa eles ficam literalmente grudados para não cair e evitar perda deles.

Pamu Slide - estojoPamu Slide - estojo

Os fones têm design tradicional de fones, são bonitos, e confesso que a cor branca é legal demais. O preto é discreto.

Nunca cai do ouvido

Essa é a promessa da Padmate. De fato eu não gosto deste tipo de in-ears, mas ele se encaixou tão bem nos ouvidos que talvez possa meu preconceito mudar por ter utilizado mal os fones que até hoje testei. Eles são confortáveis, mas não para ficar 10 horas direto com eles, pelo menos não havia acostumado ainda com eles. Chegando no final do primeiro expediente eu já queria tirá-los. Contam com outros 2 kits de borrachas de tamanhos diferentes para justamente adequar a todos os tamanhos de ouvidos.

Usando Pamu SlideUsando Pamu Slide

Uso e botões

Botões? Nenhum, pelo menos não físicos. É por este motivo que ele tem essa borracha envolta nos fones para não entrar seu ouvido em contato com a parte externa do fone, ali concentra-se dois botões sensíveis ao toque, que contam com funções diferentes.

Por exemplo, você pode pausar e tocar a música ou atender chamadas apenas pressionando qualquer um dos lados, mas no lado direito, ao pressionar duas vezes você vai tocar a próxima música, enquanto no lado esquerdo ao pressionar duas vezes ele abre o assistente de voz, SIRI, Google Assistant ou mesmo a coitada da cortana no Windows. Quando estiver chamando o telefone, você pode rejeitar a chamada pressionando duas vezes em qualquer um dos lados também.

Para baixar o volume, terá que apertar e manter pressionado o lado esquerdo, e aumentar o volume é no lado direito, também pressionando e mantendo apertado.

Resistência contra água

Ele conta com resistência contra água, então você poderá correr ou praticar atividades em dias de chuva. Mas não é permitido nadar com ele, até porque ninguém deveria entrar na água com fones de ouvido. Mas o que quero dizer, você não precisa se preocupar com suor ou chuva.

Conectividade

A conectividade é fácil, para parear com o telefone ou notebook, basta tirar eles da caixa que o seu telefone já vai encontrar ele disponível para parear. Para desligar os fones, basta colocar dentro do estojo novamente.

A conectividade é por bluetooth, versão 5.0. A versão mais recente permite manter qualidade legal até mesmo em distâncias maiores ou mesmo atravessando paredes, mas não tão longe assim. Cerca de 15m de distância do receptor já há falhas de sinal.

Latência

Testei alguns fones aqui no site, que nem chegaram a receber review por se tratarem de produtos de baixa qualidade, apresentavam latência enorme, assistindo um vídeo as pessoas estavam conversando e o som vinha antes, era algo tipo assitir vídeos dublados, o que me perturbou bastante. No Slide isso não acontece, pelo menos não próximo ao transmissor.

Bateria e recarga

A Pamu Slide têm 85mAh em cada fone. Essa bateria dura em torno de 10 horas escutando músicas sem parar. É bastante tempo para quem for correr, ou mesmo escutar durante um dia inteiro de trabalho. Nos dias que testamos, ele durou bastante mesmo, nunca chegamos a ficar sem bateria, então o período máximo testado foram 8 horas e o celular ainda mostrava cerca de 18 a 22%, o que afere a duração exposta pela fabricante. O uso foi sempre próximo ao notebook que estava conectado, com volume no intermediário.

A caixa tem uma bateria de 2000mAh, então, e permite recarga completa dos fones em 5 vezes. Portanto, se for utilizar para o trabalho, terá que em média de 5 a 6 dias recarregar a caixa dos fones, com o cabo USB-C que acompanha na caixa.

O carregamento completo dos fones leva cerca de 1 hora e meia, porém com 5 minutos de carga você já ganha 1 hora de duração da bateria.

Som

Nada do que já falei faria valer a pena se o som fosse ruim, certo? Pois então, aí que está a cereja do bolo. Certamente você na primeira vez que utilizar ele e começar a tocar aquela música que curte, vai dizer, poxa, por que não comprei ele antes.

Mas vamos a crítica de som, por contar com AptX, uma tecnologia que comprime o arquivo na origem e descomprime no destino de forma rápida, ele tende a entregar mais dados e manter melhor qualidade de áudio, como se você estivesse tocando um fone com fio. E de fato ele funciona, os sons sem equalização alguma tem ênfase nas frequências low midrange, ou seja, ela foca nos graves estarem bem definidos.

Podemos destacar também em músicas a boa apresentação vocal, realmente agrada nesse sentido.

As frequências médias e altas são suavizadas, o que é bom em atividades físicas onde você tenta elevar o volume para evitar o vento e ruídos. Esse elevar do volume não causa desconforto ao ouvir e não prejudica a sua audição.

O volume máximo não é tão alto assim, não ficará surdo ouvindo tempo, mas também não é baixo, o que nos remete a ser equilibrado né, Nicolas. Se não é alto, nem baixo, é equilibrado.

Em chamadas ele se sai bem também, a redução de ruídos dele ajuda você em ambientes abertos e barulhentos. Aliás, esse é um ponto forte do fone.

Veredicto

A pergunta leiga é o som é bom? Sim, na medida do possível. Ao colocar ele pela primeira vez, como já falei, vai dizer, poxa, o som é legal, tem qualidade, não estoura, não é chiado, tem volume decente, um fone que você não vai se arrepender de comprar, pelo menos se não tenha testado outros.

Quero muito testar os Airdots da Xiaomi, muito badalado por aí também, para então tirar uma conclusão de fato, se o Pamu Slide é melhor que ele ou vice-versa.

Comparado com o fone USB-C Hi-RES da Huawei, que acompanha o P30 Pro, aliás, melhor fone earbud que já utilizei, posso dizer que esse aqui fica muito perto, se não se equipara a ele. A diferença está no sem fio, que é cômodo e muito melhor para atividades físicas.

Se você preferir por sons com assinatura mais brilhante, som mais neutro, o Pamu Slide não é uma opção legal, agora se curte graves esse sim é bom.

O que acompanha na caixa?

O que acompanha na caixa do Pamu SlideO que acompanha na caixa do Pamu Slide

Pontos fortes

  • Bateria duradoura
  • Carregamento rápido
  • Conexão forte e estável
  • Qualidade em chamadas
  • Bom isolamento passivo de ruídos

Pontos fracos

  • Uso prolongado não é tão confortável
  • O estojo poderia ser um pouco menor

Compartilhe com seus amigos:
Nicolas Muller
Nicolas Muller Fundador do Oficina da Net, trabalha com internet desde 2004. Entusiasta de tecnologia, hoje coordena a redação do site, responsável pela análises de smartphones. Foi programador por 10 anos e agora jornalista por profissão.
FACEBOOK // INSTAGRAM: @nmuller99 // TWITTER: @nmuller99
Quer conversar com o(a) Nicolas, comente:
Carregar comentários
Últimas notícias de Headphones