Oficina da Net Logo

Saiba tudo sobre o novo USB4

O USB 4 está chegando e vai fazer com que seus gadgets transfiram dados muito mais rapidamente. Anunciado pela USB Promoter Group, a arquitetura do USB 4 aumentará as velocidades, incluirá o Thunderbolt 3 e funcionará com vários padrões atuais.

Por | @oficinadanet Hardware Pular para comentários

Prepare-se para toda uma nova geração de USB. O grupo de promotores USB anunciou recentemente que um novo padrão USB4, que será lançado ainda este ano. Mas os produtos que utilizam a tecnologia provavelmente devem demorar um pouco mais para chegar no mercado. O USB 4 promete uma série de benefícios, que incluem velocidades de transferência mais rápidas, melhor gerenciamento de vídeo e compatibilidade opcional com o Thunderbolt 3.

Saiba tudo sobre o novo USB4

Embora ainda não saibamos a resposta para todas as perguntas, não é cedo demais para começar a pensar no USB4 como uma combinação de USB, a especificação Thunderbolt 3 de alta velocidade e o prático conector USB-C.

Velocidades de dados mais rápidas

Um dos pontos-chave da nova especificação USB4 é a "operação de duas vias, usando cabos USB tipo C existentes e operação de até 40 Gbps sobre cabos certificados de 40 Gbps". Embora algumas empresas anunciem taxas de transferência de dados "SuperSpeed ​​USB", todas estão limitadas às especificações USB3, e atingem 20 Gbps (Gigabits por segundo). Mas os 40 Gbps do USB4 é o dobro das velocidades mais rápidas atuais. 

O USB4 deixará as transferências de dados mas rápidas.O USB4 deixará as transferências de dados mas rápidas.

Isso é feito usando dois canais de dados (essa é a referência de duas vias) em um cabo e uma porta. O firmware USB nos dispositivos que você está conectando poderá dividir os dados que você está transferindo em dois fluxos individuais no dispositivo, enviando-os e reunindo-os novamente em um fluxo de dados que o dispositivo receptor possa ler corretamente.

Observe que isso se aplica somente se todas as partes da cadeia - ambos os dispositivos, cabos e hubs no meio - forem compatíveis com USB4. E esses cabos precisarão de portas USB-C, o que acelera a morte do antigo USB-A.

Melhores formas de lidar com dados

O USB4 também oferece suporte para mais dados e protocolos de exibição, para que você possa aproveitar melhor essa alta taxa de transferência.

Na sua base, os dados são apenas dados; um fluxo de uns e zeros que um microprocessador pode transformar em algo com ao qual interagimos. Mas é muito mais complicado quando você considera que existem muitos tipos diferentes de dados, e cada um é apenas um fluxo de uns e zeros. Um sinal que diz a uma tela o que exibir, ou um arquivo sendo transferido, ou até dados da rede. Você pode enviar quase tudo via USB, desde que tenha um protocolo suportado.

Ao suportar mais protocolos de dados, o USB4 abrirá as portas para mais tipos de transferência de dados do dispositivo. E o USB-IF (Fórum de Implementadores USB, o grupo que supervisiona o que o USB é capaz de fazer) está enfatizando que ele terá que lidar com múltiplos protocolos de dados, que podem compartilhar a largura de banda através do barramento. Isso significa que você será capaz de enviar um sinal 4K HDR através de um cabo USB e usar o mesmo cabo para algo mais simples, como transferir um arquivo.

Isso causará um grande impacto, tanto na utilidade quanto no desempenho de hubs USB e de dispositivos maiores, como placas-mãe para PCs ou notebooks, em que um controle USB centralizado é usado para várias interfaces. Em teoria, de qualquer maneira; teremos que esperar e ver como uma conexão de 40 Gbps vai mudar nossas vidas.

Thunderbolt 3

Uma das maiores mudanças na especificação USB será a inclusão do suporte Thunderbolt 3. A Intel começou a certificar dispositivos com suporte para o Thunderbolt 3 em 2015 e, em 2017, decidiu abrir o padrão. Isso significa que qualquer outra empresa que queira implementar o Thunderbolt precisa pagar apenas uma pequena taxa de licenciamento para ser completamente compatível.

O USB4 será totalmente compatível com oThunderbolt 3.O USB4 será totalmente compatível com oThunderbolt 3.

Com o USB4, o Thunderbolt 3 estará "embutido", e isso significa que serão reduzidos os custos para os fabricantes de dispositivos: 100 watts de energia sob demanda, taxas de transferência de 40 Gbps e suporte para oito faixas de DisplayPort. Os dados que significam dois monitores 4K HDR a 60 Hz, ou um monitor 5K, totalmente suportados.

Como a tecnologia do Thunderbolt 3 agora está aberta e livre de royalties, os dispositivos que se beneficiariam dela seriam mais baratos, e provavelmente seriam logo lançados. Isso não se limita apenas a placas de PC, como você encontrará em um computador ou tablet, mas também dispositivos como telas e Unidade de Processamento Gráfico externas. As empresas só precisam pagar uma pequena taxa de licenciamento à Intel, em vez de dar uma parte de seus lucros.

Cabos USB

O USB4 não é USB 4.0. O USB-IF tem uma maneira estranha de nomear as coisas, como vemos no caso do USB 3.0, que na verdade é USB 3.1 Gen. 1, ou o USB 3.2, que é USB 3.2 Gen. 2x2. 

O USB4 também será compatível com todas as especificações USB e todos os dispositivos Thunderbolt 3. A compatibilidade com padrões USB mais antigos é esperada, mas a compatibilidade total com dispositivos Thunderbolt 3 é uma grande vantagem. Isso significa que todos os dispositivos e cabos que você já possui podem funcionar com ele.

Por falar em cabos, para se beneficiar de tudo isso, você precisará ter um cabo compatível. Um fabricante pode obter um dispositivo (incluindo um cabo) certificado, mas isso é completamente voluntário. Isso significa que é arbitrário, e a certificação não tem valor real; Os dispositivos e cabos não certificados podem ter um desempenho tão bom ou melhor do que os dispositivos e cabos certificados. 

USB4 promete acabar com a confusão

Se você tiver um cabo que conecta seu PC a um periférico, é provável que ele seja USB. Ao longo dos seus mais de 20 anos de existência, a interface USB continuou a adicionar novos níveis de velocidade, incluindo USB 2.0, USB 3.0 e USB 3.1, mantendo-se compatível com versões mais antigas. Uma porta USB-C também foi criada ao lado da porta USB-A mais antiga, para simplificar o esquema de conectores. O USB4 usará a porta USB-C, poderá rodar a 40 Gbps - aproximadamente o dobro da velocidade da especificação USB 3.2 anterior.

Há também uma questão separada, mas relacionada: Para facilitar a transição, a Intel disse que seguiria uma promessa de 2017, de contribuir com a especificação Thunderbolt para o grupo USB Promotor, a mesma organização que anunciou a especificação USB4. Isso permitirá que outros fabricantes de chips no USB-PG criem silício Thunderbolt 3, isento de royalties.

O que isso significa para você?  Do ponto de vista técnico, o USB4 é uma boa notícia, prometendo levar a pequena quantidade de especificações USB, formatos e marcas e consolidá-las em algo mais compreensível para o público em geral. 

Assista ao nosso último vídeo: