Google é acusada de monopólio nas buscas pelo Departamento de Justiça dos EUA

Google é acusada de monopólio nas buscas pelo Departamento de Justiça dos EUA. Veja quais são as queixas do governo norte americano contra a gigante da tecnologia.

Sede da Google nos EUA.
Sede da Google nos EUA.

No início desta semana o Departamento de Justiça dos EUA abriu um processo contra a Google acusando-a de ter praticado monopólio ilegal de buscas e publicidade em buscas. Este está sendo o culminar de uma investigação que levou mais de um ano para descobrir se realmente havia práticas anticompetitivas praticadas pela companhia. Este é o primeiro caso antitruste em décadas que ocorre no mundo da tecnologia.

O governo dos EUA diz que a Google violou as leis antitruste do país agindo como um "guardião" da internet. Na acusação é dito que a empresa bloqueou de forma ilegal suas concorrentes ao realizar acordos com fabricantes de smartphones como Apple e Samsung, para que sua plataforma fosse o mecanismo de buscas padrão dos celulares. Além disto, a companhia também foi acusada de abusar do domínio de seu sistema operacional Android obrigado as fabricantes de celulares a pré-instalar seus apps nos telefones.

O procurador-geral adjunto dos EUA, Jeff Rosen diz:

"Como a queixa antitruste apresentada hoje explica, [o Google] manteve seu poder de monopólio por meio de práticas de exclusão que são prejudiciais à concorrência. Se o governo não aplicar as leis antitruste para permitir a concorrência, podemos perder a próxima onda de inovação. Se isso acontecer, os americanos podem nunca ver o próximo Google."

Até o momento, onze estados estão entrando com seus procuradores-gerais na ação. São eles: Arkansas, Flórida, Geórgia, Indiana, Kentucky, Louisiana, Mississippi, Missouri, Montana, Carolina do Sul e Texas.

O poder da Google vem de sua enorme publicidade digital que abocanha 85% das vendas anuais, o equivalente a US$160 bilhões. Este serviço propaganda funciona através do mecanismo de busca da Google, responsável por 90% das pesquisas feitas online no mundo. Jeff Rosen diz:

"[Google] manteve seu poder de monopólio por meio de práticas de exclusão que são prejudiciais à concorrência."

Apesar das acusações, o vice-presidente sênior de assuntos globais da Google, Kent Walker, negou o envolvimento da empresa em comportamentos anticompetitivos. Kent diz:

"O processo de hoje pelo Departamento de Justiça é profundamente falho. As pessoas usam o Google porque querem, não porque são forçadas ou porque não conseguem encontrar alternativas."

Processos contra a Google podem estar só começando

Os problemas com a legalidade da Google podem estar só começando. Além do processo do Departamento de Justiça dos EUA, sete estados, incluindo Nova York e Colorado, afirmaram estar concluindo suas próprias investigações sobre a Google nas "próximas semanas".

O que achou destas acusações que estão ocorrendo contra a Google? Comente abaixo e compartilhe conosco a sua opinião!

Melhores celulares Xiaomi para comprar agora

Conteúdo relacionado

O novo recurso “hum para pesquisar” do Google ajuda a encontrar músicas que não se lembra o nome
Google

O novo recurso “hum para pesquisar” do Google ajuda a encontrar músicas que não se lembra o nome

O Google desenvolveu uma ferramente feita para ajudar naquelas horas em que não conseguimos lembrar o nome de uma música, mas sabemos cantarolar.

Google disponibiliza jogos do Stadia de graça para atrair jogadores
Games

Google disponibiliza jogos do Stadia de graça para atrair jogadores

Google anuncia que está disponibilizando jogos de graça para a sua plataforma de streaming de jogos, o Google Stadia. Confira!

Modo de direção do Google Assistente está chegando ao Android
Tecnologia

Modo de direção do Google Assistente está chegando ao Android

Ao que parece, o Google começou a disponibilizar para alguns o novo modo de direção do Google Assistente. Confira como irá funcionar!