Oficina da Net Logo

Google revela mudanças na Chrome Web Store para garantir mais segurança

A ideia da empresa é trazer mais segurança e privacidade de navegação aos seus usuários.

Por | @oficinadanet Google

O Google revelou algumas mudanças em relação à proteção do navegador Chrome, em especial as extensões ditas maliciosas. A companhia informou que elas ficarão mais limitadas no seu poder de acesso e os usuários garantirão um maior controle de tudo que é visto. Como novidade, será possível definir quais sites a extensão poderá visualizar e modificar informação.

A ideia da empresa é trazer mais segurança e privacidade de navegação aos seus usuários. Por isso a necessidade de impedir a instalação de extensões que são obtidas fora da Chrome Web Store e ainda as que contam com script de mineração de criptmoedas.

Google revela mudanças na Chrome Web Store para garantir mais segurança.Google revela mudanças na Chrome Web Store para garantir mais segurança.

Confira o que será implantado na Chrome Web Store e na próxima versão do navegador:

  • Controles do usuário para permissões de host: a partir do Chrome 70, os usuários terão a opção de restringir o acesso do host de extensão a uma lista personalizada de sites ou de configurar extensões para exigir um clique para obter acesso à página atual.
  • Alterações no processo de revisão de extensões: de agora em diante, as extensões que solicitarem permissões poderosas estarão sujeitas a uma revisão de conformidade adicional.
  • Novos requisitos de legibilidade do código: a partir de hoje, a Chrome Web Store não aceitará mais novas extensões que contenham arquivos JavaScript ofuscados, incluindo qualquer código externo ou recurso buscado pelo pacote de extensão
  • Verificação em duas etapas obrigatória: em 2019, a inscrição na verificação em duas etapas será necessária para as contas de desenvolvedor da Chrome Web Store.
  • Manifesto v3: Em 2019, apresentaremos a próxima versão da plataforma de extensões.

O Google diz que atualmente existem mais de 180.000 extensões na Chrome Web Store. A empresa comenta que quase metade dos usuários do Google Chrome usam ativamente extensões. Por essa razão é importante garantir que tais extensões estejam funcionando de modo correto.

"É crucial que os usuários possam confiar que as extensões instaladas são seguras, preservadoras de privacidade e eficientes", disse James Wagner, gerente de produtos de extensões do Chrome.

Fonte: CNT   Digital Trends

MAIS SOBRE: #Chrome  #extensões  #privacidade  #segurança
Comentários
Carregar comentários
Siga o nosso Instagram!

Estamos lá também: @oficinadanetoficial

Seguir o Instagram do Oficina da Net