Google decide encerrar com seu encurtador de URL goo.gl

O encurtador de URLs foi lançado em 2009 e ainda é bastante usado, não somente por ser gratuito, mas por ser de fácil manuseio e rápido de ser usado. Bit.ly agradece.

Por | @oficinadanet Google

Na última sexta-feira (30), o Google revelou que irá encerrar o encurtador de URLs da empresa. O serviço chegará ao fim em 2019, sendo que os links encurtados continuarão funcionando após a extinção da ferramenta. A partir de 13 de abril deste ano, o serviço não irá atender novos links.

O encurtador de URLs foi lançado em 2009 e ainda é bastante usado, não somente por ser gratuito, mas por ser de fácil manuseio e rápido de ser usado. Uma URL encurtada costuma ser bastante útil para compartilhar links em plataformas que determinam um limite de caracteres, bem como entre desenvolvedores.

O Google, no entanto, não pretende deixar os usuários na mão. Assim sendo, não será necessário recorrer a outros serviços, de empresas diferenças. Em suma, o Google está direcionando o goo.gl para o  Firebase Dynamic Links, que foi disponibilizado neste final de semana e tem como objetivo centralizar os esforços da empresa no que diz respeito ao gerenciamento de links por parte dos desenvolvedores.

Google decide encerrar com seu encurtador de URL.Google decide encerrar com seu encurtador de URL.

Leia também:

A gigante das buscas optou pela mudança justamente pela evolução da internet, pelo modo que as pessoas usam a web, que atualmente não acontece somente pelo uso da World Wide Web em computadores mas também através de aplicativos móveis, e ainda através de speakers inteligentes conectados às assistentes digitais.

“Nosso encurtador de links tem sido uma ótima ferramenta e estamos orgulhosos de tê-la construído. Conforme olhando para o futuro, estamos animados com as possibilidades do Firebase Dynamic Links, especialmente no que toca à plataforma de detecção dinâmica e que sobrevivem ao processo de instalação de apps. Esperamos que você esteja animado também”, disse a empresa.

Os usuários do encurtador do Google podem ficar tranquilos, mesmo após o dia 13 de abril, quando não será mais possível encurtar os seus links, que possui uma conta e acessar a ferramenta poderá continuar conferindo os recursos que estão presentes no local, como as estatísticas dos seus links encurtados, entre outros.

DEIXE SEU COMENTÁRIOComente aqui
MAIS SOBRE google internet
RecomendadoEnquete
Qual navegador você usa?
Chrome(62,54%)
Edge(14,75%)
Firefox(9,73%)
Opera(7,37%)
Safari(5,60%)
Assine a nossa newsletter

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Comentários
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar