Rússia ameaça Google por rebaixar seus sites nos resultados de busca

Conforme um relatório da Interfax na última terça-feira, Alexander Zharov fez com que a agência russa entrasse em contato com o Google para cobrar explicações.

Por Google Pular para comentários

A Rússia não está nada satisfeita com as possíveis medidas do Google em sancionar sites russos patrocinados pelo estado. Alexandre Zharov, chefe do Roskomnadzor, órgão russo regulador de mídia, ameaçou ações contra o Google caso a empresa leve adiante os seus planos. A companhia estaria levando artigos do Sputnik e Russia Today (RT) para posições mais baixas nos resultados de busca.

Conforme um relatório da Interfax na última terça-feira, Alexander Zharov fez com que a agência russa entrasse em contato com o Google diretamente para solicitar esclarecimentos sobre os comentários feitos pelo presidente executivo da Alphabet, Eric Schmidt, neste final de semana.

Rússia ameaça Google por rebaixar seus sites nos resultados de busca.Rússia ameaça Google por rebaixar seus sites nos resultados de busca.

O executivo do conglomerado, em que o Google também faz parte, mencionou que o mecanismo de buscas não irá divulgar os sites russos de propaganda, e está procurando diminuir as suas posições.

Schmidt participou do Fórum Internacional de Segurança de Halifax o último sábado. No local ele comentou sobre uma pergunta sobre os artigos da Sputnik que surgem no Google.

No vídeo, o executivo cita o RT e o Sputnik como sites que sofreram punições nos resultados de buscas.

Andrea Faville, porta-voz do Google, disse que Schmidt estava comentando sobre os esforços revelados em abril pra rebaixar os resultados de buscas que mostram conteúdos de baixa qualidade.

Faville ainda disse que o Google não executa tal trabalho de modo manual, rebaixando sites individualmente. Existe um algoritmo responsável pela análise dos conteúdos.

No entanto, Zharov não se mostrou muito satisfeito com a explicação e disse que "é óbvio que vamos defender a nossa mídia".

Mais sobre: google, buscas, russia
Compartilhe com seus amigos:
Rafaela Pozzebom
Rafaela Pozzebom Graduada em Letras pela UFSM e especialista em Tecnologias da Informação e da Comunicação aplicadas à educação
FACEBOOK //
Quer conversar com o(a) Rafaela, comente:
Carregar comentários
Quantos celulares a Motorola tem em linha?
5(15,60%)
10(56,86%)
15(11,68%)
20(7,93%)
26(7,93%)