Não assine o Apple Arcade sem ler isto antes

Novo serviço de games disponibilizado pela Apple não está pronto. Jogos com bugs, poucas fases e opções são as principais críticas do Apple Arcade - que custa R$9,90 por mês.

Por Games Pular para comentários
Não assine o Apple Arcade sem ler isto antes

Não faz muito tempo que o Oficina da Net publicou uma matéria explorando o Apple Arcade. Assinei a versão gratuita do serviço para aquela publicação, ou seja, o período de teste de um mês.

Assinei, joguei, joguei de novo e joguei uma última vez. Minha opinião acerca da novidade da Apple lançada em setembro deste ano infelizmente não é das mais positivas: ela não está pronta e, portanto, não vale a pena. Neste artigo vou explicar melhor essa opinião minha.

Murder Mystery Machine: poucas fases, alguns bugs.
Murder Mystery Machine: poucas fases, alguns bugs.
Para começar meu teste, baixei o jogo Murder Mystery Machine. Um game de suspense, em que você é a policial Cassandra Clark e precisa investigar assassinatos. O jogo é em terceira pessoa, onde cliques fazem com que a personagem se mova e interaja com objetos.

Cada fase possui seu objetivo, mas na maior parte das vezes é conversar com suspeitos, coletar evidências e depois ligar as pistas para fazer deduções de quem é o assassino, quando e o motivo.

Confesso que fiquei bastante viciada no jogo. Apesar de ser meio parado, achei desafiador e interessante. Mas aí começaram os problemas: bugs e o número de fases. Isso te faz desistir de um jogo (ou apenas zera-lo mesmo) e então você precisa de um novo game... mas e aí, onde estão as opções?

Bugs

Falando inicialmente do Murder Mystery Machine, tiveram momentos em que o jogo travou e perdi meu progresso. Todo gamer perde a paciência com situações como essas, mas até que não me irritei tanto - principalmente porque o game travava poucos minutos depois de inicializar, então o progresso perdido não era tão significante.

O pior foi quando fui tentar jogar outros jogos do Apple Arcade. Depois de muito procurar (assunto para outro tópico do artigo), decidi dar uma chance a um game que me pareceu interessante por ser diferente de todos que já joguei: Neo Cab.

Game Neo Cab travava tanto que foi impossível de continuar jogando.
Game Neo Cab travava tanto que foi impossível de continuar jogando.

Segundo a descrição do Arcade, Neo Cab é um jogo em que você se passa por uma motorista de aplicativo e vai dirigindo pelas ruas da cidade interagindo com passageiros e fazendo escolhas. Eu sabia que seria um jogo mais parado, mas achei interessante a proposta e queria ver como o game rodaria (pensando que MMM já travava e Neo Cab parecia mais pesado).

Não passei nem 10 minutos jogando. O jogo travava tanto, mas tanto, que perdi totalmente a paciência. Isso sem contar as falas fora de sincronia e passagens de cena desconfiguradas. Também me pergunto até agora qual a proposta dele, porque não tinha nada a ver com o que era descrito no Apple Arcade - ou pode ser que eu não joguei o suficiente. Mas foquemos nos bugs: mais uma vez um jogo que não estava dos melhores.

Jenny LeClue possui muitos bugs.
Jenny LeClue possui muitos bugs.
E então fiz um terceiro teste: Jenny LeClue. O game segue a mesma lógica de Murder Mystery Machine, também sendo de suspense. Nele você se passa por Jenny LeClue e precisa desvendar um assassinato, buscando pistas, ligando pontos e fazendo escolhas. A diferença é que o jogo é mais diversificado, "ativo" - e até um pouco infantil. Nele há bastante conversa, gráficos mais simples, mas mais ação também.

Assim como o Neo Cab, Jenny LeClue tem bugs. Muitos bugs. A começar por personagens desconfigurados, com olhos nos lugares errados. Depois, entre uma cena e outra, a tela preta que parece infinita e você se questiona se o jogo travou ou se deve esperar mais um pouco. No entanto, ele é mais animado e dinâmico - e esse é um ponto positivo.

Outra crítica em relação ao Jenny LeClue é que o progresso nem sempre é salvo e passado de dispositivo para outro, então é preferível joga-lo todo em um só aparelho. Em Mystery Murder Machine, isso era perfeito. Já em Neo Cab nem cheguei a testar de tão irritada que estava com os bugs.

Reviews de Jenny LeClue reclamam dos bugs no jogo.
Reviews de Jenny LeClue reclamam dos bugs no jogo.

As avaliações dos três jogos no Apple Arcade são bem similares às minhas. Apesar de alguns terem notas boas, muitas pessoas reclamam dos bugs, dos aparelhos esquentando, dos jogos travando e da falta de sincronicidade entre dispositivos. Isso me fez perceber como eu não era a única passando por aquilo e como pode ser um problema geral do Apple Arcade.

Poucos níveis, pouco interesse

Voltando o Murder Mystery Machine, o jogo possui apenas DOIS casos. Cada caso tem algo em torno de 4 fases, ou seja, o jogo apenas tem 8 fases lançadas. Isso foi bastante decepcionante para mim - ainda mais que de fato estava interessada no game.

Ao terminar de joga-lo, aparece que "em breve terão outros capítulos", mas não se sabe quando. O que eu fiz - e imagino que grande parte das pessoas podem ter feito também - foi deletar o game sem saber se vou lembrar de procura-lo para joga-lo novamente.

Falta de níveis em alguns jogos faz com que seja difícil manter o interesse.
Falta de níveis em alguns jogos faz com que seja difícil manter o interesse.

Neo Cab confesso que nem sei se está completo ou não por ter jogado pouquíssimo tempo. Jenny LeClue ainda é uma incógnita - já joguei bastante e ele não terminou, mas vi resenhas no Apple Arcade dizendo que ele não está completo também.

É compreensível que os jogos estão sendo finalizados e capítulos (ou fases) acrescentados aos poucos. Mas ao mesmo tempo isso faz com que o interesse nos games se perca e talvez seja mais interessante deixar para assinar o Apple Arcade quando este estiver mais completo.

Poucas opções

Seguindo a linha de raciocínio da crítica anterior, é compreensível que o Apple Arcade ainda não tenha uma grande variedade de jogos. Só entre o dia 14 e 15 de novembro, quatro games foram lançados e isso é ótimo! Mas será que vale a pena assinar o serviço neste exato momento?

Pode ser que para algumas pessoas o Apple Arcade já tenha títulos até demais. Para mim, especificamente, foi bastante difícil encontrar jogos que me interessavam. Acho que passei mais tempo avaliando os games e pensando se os baixava ou não do que de fato jogando. Mas claro, isso é bastante pessoal e varia de pessoa para pessoa.

Mas afinal, vale a pena assinar o Apple Arcade?

Eu diria que, neste exato momento, não.

A proposta da Apple é extremamente interessante e é possível ver que a plataforma vai trazer jogos diferentes dos "de sempre". Mas tudo está muito cru ainda. Tanto os jogos quanto a plataforma em si precisam de mais alguns meses para serem aprimorados, terem bugs resolvidos e mais fases desenvolvidas.

Sendo assim, acredito que o melhor é esperar mais alguns meses antes de pagar R$9,90.

Leia também: Dicas para fazer vídeos de alta qualidade no iPhone 11. Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários