Oficina da Net Logo

Epic é processada por dança Running man em Fortnite

De acordo com a acusação, a Epic viola os direitos autorais e de publicidade dos jogadores. A desenvolvedora de Fortnite também é acusada de usar outras danças sem permissão.

Por | @oficinadanet Games Pular para comentários

A desenvolvedora de Fortnite, a Epic Games, está enfrentando um novo processo por inserir uma dança sem permissão. Dois ex-jogadores de basquete da Universidade de Maryland estão processando a empresa por sua dança “Running Man”, que supostamente faz alusão a uma dança que se popularizou em 2016.

De acordo com a acusação, a Epic viola os direitos autorais e de publicidade dos jogadores, dizendo que a editora “procurou explorar o talento afro-americano, em particular em Fortnite, copiando suas danças e movimentos”.

Epic é processada por dança Running man em Fortnite.Epic é processada por dança Running man em Fortnite.

Jaylen Brantley e Jared Nickens dizem que criaram a dança “distinta e imediatamente reconhecível” por trás do “Running Man Challenge”, que acabou viralisando e levando os jogadores para o The Ellen Degeneres Show para exibir a performance. Leia em destaque: Lançamentos de games da semana (18/03 a 24/03).

A Epic, no ano passado, mostrou um emote de Fortnite bastante semelhante com o chamado “Running Man”, sendo que Brantley e Nickens disseram que a dança seria deles, e que a Epic não poderia copiá-los sem a sua permissão.

Vale mencionar que a Epic já enfrenta ações do Fresh Prince of Bel-Air Alfonso Ribeiro, dos rappers 2 Milly e BlocBoy JB, e também das estrelas virais “Orang Shirt kid” e Russel “Backpack kid” Horning.

Em relação a propriedade da dança, pode ser que haja alguns problemas, tudo isso porque Brantjey e Nickens não iniciaram o Running Man Challenge. Ao que tudo indica, a dança foi lançada por dois alunos do ensino médio chamados  Kevin Vincent e Jerry Hall, que também apareceu no The Ellen Degeneres Show .

De qualquer forma, independente da autoria da dança. A Epic explorou o trabalho de artistas negros sem permissão.

Além do Running Man, das danças de 2 Milly e BlocBoy JB, e da “dança Carlton” de Ribeiro, Epic se apropriou de movimentos de Snoop Dogg, Will Smith, famoso de mídia social Marlon Webb e do ator Donald Faison. 

Agora nos resta aguardar as próximas cenas e descobrir o que a justiça irá dizer sobre tudo isso.

Fonte: The Verge

Comentários
Carregar comentários