Oficina da Net Logo

Facebook pretende armazenar dados bancários de seus usuários

A rede social de Mark Zuckerberg, após mostrar que possuía várias falhas de privacidade envolvendo os seus usuários, acabou tendo uma desvalorização de US$ 120 milhões.

Por | @oficinadanet Facebook Pular para comentários

O Facebook já está se preparando para se transformar em uma espécie de banco virtual, semelhante ao que existe na China, com o WeChat, um canal em que os usuários podem realizar pagamentos para os mais diversos tipos de serviço.

Para chegar a esse patamar, a rede social precisará armazenar dados bancários dos milhões de usuários do serviço. Porém, é justamente nesse ponto que tudo acontece.

Recentemente, o Facebook foi alvo de um escândalo envolvendo o Cambridge Analytica e o vazamento de dados de várias pessoas. Por essa razão, os bancos ainda estão relutando na parceria com a companhia.

A rede social de Mark Zuckerberg, após mostrar que possuía várias falhas de privacidade envolvendo os seus usuários, acabou tendo uma desvalorização de US$ 120 milhões. Leia em destaque: Como baixar vídeos do Facebook sem programas [ATUALIZADO 2018].

Facebook pretende armazenar dados bancários de seus usuários.Facebook pretende armazenar dados bancários de seus usuários.

Leia também:

Agora, a nova investida para tornar o Facebook em uma espécie de banco digital surge como uma proposta em tornar a plataforma em alguma coisa mais relevante, em uma busca de atrair as pessoas que já abandonaram por completo a rede social.

A empresa pretende usar o Messenger para realizar as transações, sendo que a rede social já está negociando contratos com os maiores bancos, tudo isso para solicitar o compartilhamento de dados financeiros dos clientes.

Até então, somente o Wells Fargo, Citigroup, JPMorgan Chase e U.S barcorp foram questionada, porém, até então, nenhuma das instituições fechou uma parceria, mencionando as preocupações com a privacidade da rede social.

A pergunta que fica com tudo é mesmo sobre a privacidade dos nossos dados, se eles realmente ficarão salvos nas mãos do Facebook.

Claro que, após todo o escândalo envolvendo a rede social, Mark Zuckerberg deve estar mais atento aos acontecimentos e não iria querer correr o risco de ter o seu nome vinculado a novos problemas relacionados com a segurança dos usuários. De qualquer forma, vamos aguardar os próximos passos da rede social.

Você tem Telegram? Então inscreva-se grátis aqui no canal do Oficina da Net e recebe todas as notícias pelo mensageiro.

MAIS SOBRE: #facebook  #Messenger  #bancos  #privacidade
Comentários
Carregar comentários