Oficina da Net Logo

Pesquisa mostra que poucos usuários ficaram preocupados com vazamento de dados do Facebook

A pesquisa mostrou que 76% dos entrevistados não tomou providências para melhorar a privacidade no Facebook.

Por | @oficinadanet Facebook

Recentemente, o Facebook se viu envolvido em um escândalo de dados envolvendo a Cambridge Analytica. Por conta disso, a rede social está avaliando a possibilidade de lançar uma versão paga, livre de anúncios.

Levando em consideração todo o episódio, a Mozilla realizou um estudo entre os seus usuários com a finalidade de explorar se alguns hábitos mudaram após o problema de vazamento de dados. O resultado acabou surpreendendo, sendo que revela que pouca gente realmente ficou preocupada com o fato.

Pesquisa mostra que poucos usuários ficaram preocupados com vazamento de dados do Facebook.Pesquisa mostra que poucos usuários ficaram preocupados com vazamento de dados do Facebook.

Leia também:

A pesquisa mostrou que 76% dos entrevistados não tomou providências para melhorar a privacidade no Facebook, como restringir o acesso de aplicações de terceiros, ou até mesmo alterar as configurações sobre postagens e conteúdos compartilhados.

De qualquer modo, o levantamento mostrou que 65% dos participantes acreditam que quem deve ser o responsável por manter as informações seguras na internet são os próprios usuários. Assim sendo, apenas 17% julga que a culpa do episódio envolvendo a rede social seja do Facebook. Já, 7% do total de entrevistados diz que quem deve prezar pela segurança dos dados da população é o governo.

Na mesma pesquisa foi feita uma sondagem sobre um a possível versão paga da rede social. Os entrevistados foram questionados se pagariam um valor em torno de US$ 10 mensais para usar a plataforma, tudo em troca da garantia da preservação de suas informações sensíveis, além de uma navegação sem anúncios. Como resultado, 12% do total disseram que sim.

Mesmo que o resultado pareça ser baixo, devemos levar em consideração que o Facebook conta com 1,2 bilhão de usuários, sendo assim, isso significa que possa haver mais de 100 milhões de potenciais usuários pagantes em um serviço premium.

No entanto, ao serem perguntados se desembolsaria mais de US$ 10 para usar o serviço, somente 1% se mostrou interessado.

E você, aceitaria um serviço pago em troca de total privacidade e ainda livre dos anúncios?

 

 

COMPARTILHE
Comentários
Carregar comentários