Oficina da Net Logo

Quer invadir o Facebook alheio? Cuidado, a vítima pode ser você!

Muitas pessoas ainda buscam informações de como roubar senhas do Facebook.

Por | @oficinadanet Facebook Pular para comentários

No Google, entre os termos mais buscados aparece como roubar senha do Facebook. Invadir uma conta do Facebook pode ser bastante interessante para quem estuda estes métodos. O invasor terá acesso a várias informações, porém, para as vítimas, um verdadeiro pesadelo. A prática, vamos deixar bem claro, é totalmente ilegal.

Para quem ainda pretende insistir nesta ideia, o Google e outros locais também oferecem uma variedade de métodos para fazer isso. Um, em especial, vem chamando a atenção. Agora, o novo malware que promete roubar senhas de pessoas pode tornar o “invasor” a própria vítima.

FacebookFacebook

A empresa de segurança LMNTRIX Labs, da Austrália, identificou um software malicioso que se vende como uma ferramenta que permite o roubo de senhas dos outros. Ele está sob nome de “Facebook Password Stealer” (“Ladrão de senhas do Facebook”) ou com o nome de “Facebook Password Recovery” (“Recuperação de senhas do Facebook”). Leia em destaque: Como baixar vídeos do Facebook sem programas [ATUALIZADO 2018].

Leia também:

O ataque acabou sendo batizado pela LMNTRIX de “Instant Karma” (“carma instantâneo”). Ele é capaz de instalar um trojan no computador assim que a pessoa clicar no botão “Hack”. A partir de então, os dados passam a ficar expostos aos criadores de malware. Porém, o tiro acaba saindo pela culatra, e quem se torna vítima é a pessoa que quer descobrir a senha alheia.

Os pesquisadores, em uma entrevista ao TechCrunch, disseram que os autores parecem contar com experiência em marketing e “entendem que há uma grande demanda para o serviço prometido, e distribuem seu software malicioso por meio de spam, campanhas publicitárias, pop-ups, junto com outros softwares, em sites pornô e às vezes até como um software legítimo independente”. 

Os especialistas ainda alertam que a ameaça já atingiu várias pessoas e a tendência é que o número de vítimas aumente ainda mais.

MAIS SOBRE: #Facebook  #segurança  #internet
Comentários
Carregar comentários
  • PARTICIPE DA NEWSLETTER

    As novidades de tech no seu
    e-mail, inscreva-se grátis ;)