5 Perguntas que ficaram sem respostas no filme "Coringa"

O filme Coringa já é um grande sucesso de 2019 no cinema, e certamente deixou muitos dos fãs da DC com dúvidas. Afinal, o que era real e o que era imaginário, produto da insana mente de Arthur Fleck?

Por Entretenimento Pular para comentários
5 Perguntas que ficaram sem respostas no filme

Sombrio e perturbador, o enredo do filme Coringa, da DC, explora a doença mental de Arthur. Terrivelmente realista, a trama assemelha às manchetes preocupantes sobre indivíduos emocionalmente instáveis da vida real. Dirigido por Todd Phillips, o título de terror psicológico se passa no início dos anos 80, na cidade americana de Gotham. Mas o filme também deixou muitas perguntas sem respostas, e a gente vai instigar algumas delas aqui.

O Coringa foi mantido por muito tempo como um vilão num passado misterioso na DC Comics. Até a história de origem mais acertada, "Batman: The Killing Joke" de Alan Moore e Brian Bolland, incluia a frase: " Se eu vou ter um passado, prefiro que seja de múltipla escolha!"

ATENÇÃO: Este artigo contém spoilers, portanto, se você ainda não assistiu o filme, continuar lendo é por a sua conta em risco.

O mundo do Coringa existe fora de qualquer outro filme da DC Comics, o que significa que a produção estava livres de quaisquer restrições de continuidade. Era possível seguir um caminho próprio, e construir um próprio mundo. E a DC se conteve. De fato, o mundo do Coringa é um lugar tão autônomo nesse ponto que o filme deixa para trás muitas implicações fascinantes para um futuro em potencial.

Embora nem sempre haja uma sequência nesta versão específica de Gotham City, muitas dúvidas ficaram na cabeça de quem acabou de sair da sala de cinema, e é hora de falar sobre elas. Aqui estão algumas das maiores perguntas sem resposta do Coringa.

O pai de Arthur é realmente Thomas Wayne?

Thomas
Thomas Wayne é o pai de Arthur Fleck?

Esta é uma das principais causas que transformam Arthur no Coringa assassino. De acordo com a mãe de Arthur, Penny, ela teve um caso com Thomas quando era empregada dele, há 30 anos. E Arthur é seu filho ilegítimo.

Thomas contestou isso quando Arthur o confrontou, no Wayne Hall; de acordo com o patriarca Wayne, Penny era "louca" e acabou sendo internada no Hospital Estadual Arkham. A conta de Thomas também é apoiada por seu mordomo, Alfred Pennyworth.

E quando Arthur roubou os arquivos do hospital, acabou descobrindo que ela era realmente foi uma paciente, diagnosticada com psicose ilusória, e que ele tinha sido adotado; sua mãe mentiu para ele a vida toda, o que levou Arthur a se vingar dela.

Obviamente, os documentos "oficiais" não provam nada, principalmente por causa da influência significativa que Thomas Wayne em Gotham City. Ele certamente não seria o primeiro bilionário da história (fictício ou não) a tentar encobrir um escândalo, declarando seu acusador como mentalmente incompetente.

Certamente não teria sido difícil para ele internar Penny no Hospital Estadual Arkham, e lá seria medicada até que acabasse enlouquecendo de verdade. É uma teoria da conspiração, tornada plausível pela fotografia de Penny, com a nota afetuosa no verso: "Ame seu sorriso - TW".

A questão sobre a paternidade de Arthur é mantida em aberto no filme, e até o personagem parece ambivalente no final (daí a queima da fotografia acima mencionada), mas certamente será um tópico de discussão entre os fãs da DC por anos.

Arthur matou Sophie?

Arthur matou Sophie?
Arthur matou Sophie?

Realmente não existe nenhuma parte do Coringa seja confortável de assistir, especialmente nas cenas entre Arthur e Sophie - a jovem mãe solteira que é vizinha dele no prédio em ruínas.

O primeiro encontro deles no elevador é estranho e perturbador, já que o falso suicídio de Arthur não é tão engraçado quando Sophie se queixa de suas condições de vida, e seu relacionamento progride rapidamente.

Por causa disso, faz todo o sentido que tudo sobre o relacionamento deles faz parte de uma ilusão. Eles não ficaram juntos depois que ele matou aqueles empresários; ela nunca foi ver sua comédia; eles nunca tiveram nenhum encontro; e ela não estava lá com ele no hospital após o derrame de sua mãe. Tudo desmorona quando Arthur invade o apartamento de Sophie após sua viagem a Arkham, e ele é recebido com medo ao invés de amor.

Mas o que acontece depois disso? Sophie tenta manter a situação calma, perguntando se Arthur sabe que ele está no apartamento errado, e Arthur lamenta o dia ruim que teve. Quando ele sai, existe uma ambiguidade criada em relação a se sua partida é pacífica ou violenta. Sophie não aparece no resto do filme, e o público fica sem saber se está viva ou morta.

Novamente, a dúvida fica no ar. Por um lado, Arthur realmente não tem nenhum motivo específico para matá-la, e é mostrado mais adiante no filme que ele demonstra um certo grau de misericórdia àqueles que são gentis com ele (como seu ex-colega Gary, por exemplo). Ao mesmo tempo, este é um personagem totalmente imprevisível, e o encontro ocorre quando ele está muito vulnerável emocionalmente.

Arthur realmente saiu do hospital?

Arthur realmente saiu do hospital?
Arthur realmente saiu do hospital?

Uma grande parte filme que contribui para a atmosfera de incertezas é o fato de que o personagem principal, tão imprevisível e ilusório, é quem dá a perspectiva da trama. E nós como o público, nem sempre podemos confiar no que está sendo apresentado. O modo como as coisas se desenrolam com Sophie é um exemplo perfeito.

A verdade, porém, é que o filme é muito mais profundo. Examinando a história de uma perspectiva macro, não está totalmente claro se algum dos eventos retratados realmente aconteceu, ou se é apenas a criatividade da imaginação de Arthur Fleck, que passou anos trancado no hospital psiquiátrico para criminosos Elizabeth Arkham.

Ao assistir Coringa uma segunda ou terceira vez, você pode notar detalhes que não notou da primeira vez. Por exemplo, no início do filme, o relógio no escritório do assistente social de Arthur está marcando 11:11, o que também estranhamente é a hora exata que pode ser lida na parede durante o "flashback", quando ele é mostrado batendo a cabeça contra uma porta. Talvez os dois eventos sejam simultâneos, e o "flashback" seja uma espiada na realidade.

Arthur Fleck é o "Coringa"?

Arthur Fleck é o Coringa?
Arthur Fleck é o "Coringa"?

Uma pergunta que persistiu em torno de Coringa, muito antes de seu lançamento, é sobre o encaixe da história e a coexistência com o que todos reconhecemos como a narrativa tradicional do Batman - ou seja, o jovem Bruce Wayne ter visto seus pais serem assassinados em um beco, e crescer para combater o crime (e o Coringa) como um vigilante fantasiado.

Nos últimos meses, muitos apontaram as estranhas matemáticas introduzidas pelo filme, a saber, que Joaquin Phoenix é 35 anos mais velho que Dante Pereira-Olson (que interpreta Bruce Wayne), e os fãs se perguntaram se seria algo que o filme abordaria diretamente.

Haverá uma sequência do filme Coringa?

Arthur Fleck é o Coringa?
Arthur Fleck é o "Coringa"?

O Coringa já provou ser um grande sucesso, quebrando recordes no cinema. Atualmente, o diretor Todd Phillips e a estrela Joaquin Phoenix mantêm suas intenções de tornar Coringa um momento único, e não há sequência planejada pela Warner Bros Pictures e a DC Films.

No entanto, o dinheiro fala mais alto em Hollywood, e com um sucesso tão grande quanto o de Coringa, não é irracional pensar que uma sequência será feita. Afinal, Phillips fez duas sequências de The Hangover e, com a popularidade de Coringa, os protestos dos fãs podem exigir essa sequência, seja como Coringa 2 ou em um bom filme filme do Batman.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários