NasaCar: Há 50 anos, GM e Boeing começaram a produzir o carro que andou na Lua

O Lunar Rover Vehicle foi um veículo fabricado pela empresa norte-americana Boeing, com a colaboração da General Motors, e desembarcou na lua em 1971, sendo utilizado nas missões Apollo 15, 16 e 17.

Por Ciência Pular para comentários

Há 50 anos atrás, a Nasa encomendava as empresas Boing e General Motors, a construção do 'NasaCar', um carro, super moderno para os parâmetros tecnológicos da época, com o objetivo de transportar os astronautas das missões Apollo pela superfície da Lua. O veículo foi pela primeira vez utilizado na missão Apollo 15, sendo usado para explorar regiões distantes cerca de 5 km do local de pouso. 

O Lunar Rover Vehicle (LRV) foi um veículo fabricado pela empresa norte-americana Boeing, e que contava com a colaboração da Delco Electronics (propriedade da General Motors), e desembarcou na lua em 1971, tendo sido utilizado nas missões Apollo 15, 16 e 17. Foram sete protótipos em um ano e meio, e quatro versões finais, com um custo total de US$ 38 milhões do dólares.


Estrutura do Lunar Rover Vehicle

O LVR tinha quatro rodas de 81,8 centímetros de diâmetro e 23 centímetros de largura, unidas por um disco de alumínio e titânio. As rodas eram feitas de malha de aço (tecidas com cordas de piano) munidas de motores de 0,24 HP de força em cada roda, e dois assentos dobráveis.


O veículo tinha 3,1 m de comprimento, tomando por base suas rodas e 2,3 m de largura. Consistia basicamente em uma estrutura de alumínio, com peso total de 210 kg na Terra e 36 kg na Lua. Ele podia suportar um peso de no máximo de 480 kg. Totalmente carregado, o vão livre sob o veículo ficava em 36 cm, e sua velocidade atingia apenas de 14 km/h.

Obviamente este veículo era um carro elétrico, e na parte frontal do corpo estavam localizadas duas baterias de 36 volts (composta de uma combinação de prata e de zinco), não recarregáveis. Sua autonomia foi estimada em 78 horas.

 Este veículo tinha um sistema de navegação GPS, e uma unidade de processamento de informação. Ele também usava comunicação de rádio repetidor 16 mm, com carregadores, câmeras, câmera Photo 70 mm, broca para coletar amostras, magnómetro, ferramentas e peças de reposição. 

Ele também carregava um giroscópio direcional que oferecia informações sobre a direção da viagem e odômetros nas rodas, para medir a velocidade e a distância. O conceito foi inspirado no Jeep Willys, de 1941. 

Mais sobre: ciencia, nasa, carro, boeing, nasacar
Compartilhe com seus amigos:
Priscilla Kinast
Priscilla Kinast Estudante de Ciência e Tecnologia na UFRGS - Universidade Federal do RS, apaixonada por inovações tecnológicas, mistérios da ciência, bem como filmes e séries de ficção científica
FACEBOOK // INSTAGRAM: @priscillakinast // TWITTER: @prkinast
Quer conversar com o(a) Priscilla, comente:
Minha foto
    Quantos celulares a Motorola tem em linha?
    5(14,82%)
    10(58,15%)
    15(11,52%)
    20(7,48%)
    26(8,02%)