Oficina da Net Logo

Missão chinesa registra primeiro nascimento de broto de planta na Lua

China anuncia primeiro nascimento de broto de planta na Lua com a missão espacial Chang'e-4, que levou sementes de algodão e batata. A bordo da sonda, as plantas encontram-se em um recipiente lacrado.

Por | @fsbeling Ciência Pular para comentários

A CNSA, agência espacial chinesa, em sua missão Chang’e-4, a sonda levou consigo sementes, que agora representam algo extremamente importante para a exploração espacial, pois é a primeira vez que qualquer material biológico cresce na Lua.

A sonda não-tripulada aterrissou no dia 03 de janeiro no lado escuro da Lua, a qual estava tripulada com equipamentos para analisar a geologia do local. O fato é que as sementes levadas na missão chinesa Chang’e-4 germinaram.

A missão Chang’e-4 é a primeira que pousou e explorou este lado escuro da Lua, o qual não pode ser visto da Terra, por ficar de costas para o planeta. Anteriormente, já foram registrados crescimento de plantas nas demais Estações Espaciais Internacionais, porém, ainda não havia ocorrido na Lua.

O crescimento de plantas em satélite é considerado algo importante, especialmente em relação a missões espaciais de longa duração, como uma viagem a Marte, que leva em média de dois anos a dois anos e meio. Desta forma, os astronautas poderiam produzir os seus próprios alimentos o que dispensa a necessidade de reabastecimento na Terra. Leia em destaque: Smoot, a piada que virou uma medida do Google.

Semente de algodão brota embaixo de camada protetoraSemente de algodão brota embaixo de camada protetora.

As sementes levadas para a Lua na sonda chinesa eram de algodão e batata, assim como leveduras e ovos de mosca-das-frutas. A bordo da sonda, as plantas encontram-se em um recipiente lacrado.

A imprensa estatal chinesa comunicou nesta terça-feira (15) que as sementes de algodão começaram a brotar.

A BBC, Fred Watson, do Observatório Astronômico da Austrália, disse "Isso sugere que pode não haver problemas intransponíveis para os astronautas no futuro ao tentar cultivar suas próprias plantações na Lua em um ambiente controlado. Eu acho que certamente há um grande interesse em usar a Lua como plataforma, principalmente para voos para Marte, porque é relativamente perto da Terra”. Completou dizendo, está é "uma boa notícia".

missão Chang’e-4Missão Chang’e-4.

Citado no jornal South China Morning Post, o professor Xie FGendxin, responsável pelo experimento, ressaltou “Nós levamos em consideração a sobrevivência futura no espaço. Aprender sobre o crescimento dessas plantas em um ambiente de baixa gravidade nos permitiria estabelecer as bases para a futura criação de uma base espacial".

As sementes teriam sido levadas adormecidas, por intermédio de tecnologia biológica, no decorrer da jornada de 20 dias da Terra até a Lua. Desta maneira, elas teriam começado a crescer somente quando o centro de controle da missão enviou o comando para a sonda realizar a rega das sementes.

Fonte: BBC

Comentários
Carregar comentários