Oficina da Net Logo

Cinco fatos que marcaram a ciência em 2018

2018 foi marcado por vários acontecimento na área da ciência. Abaixo, cinco fatos que marcaram o mundo. No Brasil, o incêndio do Museu Nacional fez com que grande parte do acervo fosse destruído.

Por | @oficinadanet Ciência Pular para comentários

Em 2018, muitos fatos marcantes aconteceram na área da ciência, como por exemplo, a perda do físico Stephen Hawking, o incêndio no Museu Nacional, no Rio de janeiro, entre outras situações. Porém, nem todas as notícias de 2018 foram negativas.

2018 foi marcado pelo lançamento da Falcon Heavy, a detecção, pela primeira vez, de moléculas orgânicas em Marte.

Abaixo, cinco fatos que marcaram 2018 no mundo da ciência:

Morte de Stephen Hawking

Stephen Hawking.Stephen Hawking. Leia em destaque: A história de Williamina Fleming, de empregada doméstica à astrônoma.

O cientista mais conhecido da atualidade, Stephen Hawking, faleceu em 14 de março de 2018. Muitos diziam que era um gênio preso a uma cadeira de rodas. Algumas de suas obras mais importantes disponíveis ao público: “Uma Breve História do Tempo”, e o póstumo “Breves Respostas para Grandes Questões”.

Incêndio no Museu Nacional do Rio de Janeiro

Incêndio no Museu Nacional do Rio de Janeiro.Incêndio no Museu Nacional do Rio de Janeiro.

Em junho de 2018 o Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, no Rio, completou 200 anos. Ele foi criado por D. João 6º em 1818. No entanto, a maior tragédia da ciência no Brasil aconteceu em 2 de setembro, quando o Museu acabou sendo destruído pelo fogo. Grande parte do acervo acabou sendo consumido pelas chamas, um prejuízo inestimável.

Lançamento do Falcon Heavy

Falcon Heavy.Falcon Heavy.

Em fevereiro de 2018 a Space X realizou o que parecia ser impossível: o lançamento do seu primeiro superfoguete para Marte. Atualmente, o Falcon Heavy é o foguete mais poderoso, já que possui a capacidade de retornar à Terra de modo controlado e ser reaproveitado em uma próxima missão.

Fonte de água líquida em Marte

Marte.Marte.

Os cientistas, há vários anos, tentam encontrar evidencias de água em Marte, sugerindo alguma possibilidade de vida. Em abril, a agência espacial italiana anunciou que um radar conseguiu descobrir um lago de água líquida abaixo do solo. A descoberta fez com que os cientistas acreditassem na existência de vida no local.

Clone de um macaco

Macacos clonados na China.Macacos clonados na China.

Vários animais já foram clonados, incluindo ovelhas, ratos, porcos, gatos e porcos. Porém, clonar macacos tem sido um grande desafio aos cientistas. Porém, em janeiro de 2018, o m grupo de pesquisadores do Instituto de Neurociência de Xangai, na China, revelou o sucesso na clonagem de dois macacos. Para o feito, os cientistas usaram a mesma técnica empregada na clonagem da ovelha Dolly em 1996. Com o atual acontecimento, a expectativa é que no futuro os cientistas possam estudar doenças humanas e suas soluções.

Comentários
Carregar comentários