Oficina da Net Logo

Como seria o mundo se a Terra fosse plana

Terra Plana não tem sentido? Nenhuma; mas e se aquelas coisas que eles falam fosse verdade?

Por | @Evilmaax Ciência 2 comentários

Certamente você ouviu falar sobre aquele disparate da tal Terra Plana, certo? Inclusive, já desmistificamos essa mentira, aqui no Oficina da Net, como você pode conferir neste link

Mas muita gente teima em jurar de pés juntos que o governo está nos escondendo a verdade, que a NASA não passa de uma mentira, que os reptilianos estão por aí e etc.

Loucura? Sim, e das grandes. Mas um questionamento interessante fica após tudo isso: E se o nosso mundo fosse plano de verdade? Como seria isso daqui? Quais seriam as consequências de viver em um planeta retinho retinho? Segundo a ciência dá para imaginar algumas possibilidades, as quais selecionei poucas delas para discutir neste artigo. 

Leia em destaque: Como é um PC da NASA de verdade?.

Atividade tectônica

Todo mundo sabe como se formam montanhas e como acontecem os terremotos: Placas tectônicas. Quando elas se movimentam de um lado da Terra, acontecem reações do lado oposto. Se de um lado criam-se formações elevadas da crosta terrestre, como a Cordilheira dos Andes, de outro são criadas depressões, como os vales, para contrabalancear os picos.

E o movimento das placas tectônicas e os movimentos sísmicos são explicados apenas com uma Terra redonda. Só em um planeta esférico as placas podem se encaixar de maneira convincente com as atividades que presenciamos. Se a Terra fosse plana nada disso seria possível. Montanhas? terremotos? Nada.

Outro ponto a levar em conta seria a respeito das placas que estão nas bordas deste planeta plano. Nesse caso haveria de ter uma explicação sobre o porquê delas não saltarem para fora. Segundo os terraplanistas isso não acontece por causa de um pretenso "muro de gelo" nas extremidades, criado pela Antártida. Não sei você, mas eu acho bizarra essa ideia.

Um muro de gelo mantém tudo muito unido e coesoUm muro de gelo mantém tudo muito unido e coeso

O Sistema Solar

Da mesma forma que os objetos aqui no planeta seriam influenciados pela gravidade diferenciada, o modelo de Sistema Solar que conhecemos hoje - com o Sol no centro e os planetas orbitando em volta - também teria mudanças. 

Isso porque os terraplanistas colocam a Terra no centro do Universo (ideia refutada pela primeira vez no século III antes de Cristo) como se o Sol fosse uma lâmpada que irradia luz e calor de um lado a outro do planeta, sem responder questões como a da órbita terrestre. 

Sem essa órbita - e, portanto, sem a força gravitacional do sol que nos puxa e nos afasta para junto da estrela de acordo com a época do ano - nada impediria que a Terra fosse expulsa para fora do Sistema Solar em algum momento eventual, apenas para começar.

Por estarmos em uma Terra redonda, o que vemos no céu noturno depende da nossa posição no globoPor estarmos em uma Terra redonda, o que vemos no céu noturno depende da nossa posição no globo

Além disso o modelo de Terra Plana tem outro problema grave: Se o Sol e a Lua circulam sobre o planeta, até que seria possível haver dias e noites através de alguma gambiarra teórica, mas como explicar as estações, eclipses e outros fenômenos astronômicos que dependem do formato esférico da Terra.

 Da mesma forma a observação das estrelas. Em uma mesma noite, no mesmo instante, você no Brasil e um amigo no Canadá, alinhados geograficamente falando, olham para o mesmo ponto céu. Você verá um conjunto completamente diferente de estrelas do que o seu amigo canadense. Isso só se explica com um planeta redondo influenciando o ângulo de visão do observador. 

Aaaah, e para finalizar a questão "sol"; note no mais bizarro de todos: o tamanho das coisas. No modelo terraplanista o Sol teria que ser menor do que a Terra. Senão, seríamos imediatamente incinerados devido à proximidade que eles afirmam haver. E só para lembrar o que diz a ciência: O sol tem cerca de 100 vezes o diâmetro da Terra; e mais, dentro do sol caberiam mais de 1.3 milhão de planetas Terra.

A Gravidade

Não sei se todos os terraplanistas acreditam na gravidade, mas aqueles que o fazem são ainda mais pirados, já que, gravidade e Terra plana na mesma frase não faz o mínimo sentido.

Isso porque, diferentemente do que afirma o pessoal da Terra Plana, a gravidade não apenas "puxa as coisas para baixo"; ela puxa as coisas para baixo por algum motivo específico; e beeem específico. Nesse caso, a gravidade puxa as coisas para um centro gravitacional, e qual a única forma geométrica que tem um centro comum independentemente do ponto onde você esteja medindo? Isso mesmo, uma esfera. E que esfera é essa? O nosso planeta Terra, é claro.

Mas ok, TUDO exerce gravidade, inclusive o seu corpo ou o seu celular, porém em quantidades incalculáveis de tão minúsculas. Assim, pela mesma lógica, um planeta em forma de disco também exerceria atração sobre as coisas, porém de uma maneira nem um pouco convencional: seria uma gravidade horizontal.

Imaginando essa teoria na prática, a gravidade da Terra Plana seria bizarra: toda a água do mundo seria sugada para o meio do disco e as árvores e plantas cresceriam diagonalmente, já que elas se desenvolvem na direção oposta à da gravidade.

Poucas coisas são tão sem sentido quanto Terra Plana e gravidade juntasPoucas coisas são tão sem sentido quanto Terra Plana e gravidade juntas

Ao menos você poderia se sentir um pouco mais seguro sempre que tentasse caminhar junto à borda do planeta, pois à medida em que fosse chegando cada vez mais perto dos limites da Terra Plana, mais difícil seria prosseguir devido à gravidade horizontal lhe puxando cada vez mais para o meio de tudo. Seria algo como subir uma montanha cada vez mais inclinada.

Campo magnético

Segundo as leis da física que conhecemos hoje em dia, o núcleo da Terra é o responsável pelo nosso campo magnético. O problema é que se você estiver em um planeta plano, sem núcleo derretido no meião, esse campo magnético não tem como existir (segundo os defensores desse próprio modelo).

E sem campo magnético, sem atmosfera. E assim começa uma reação em cadeia: Sem atmosfera não haveria vento, nuvens ou chuva; também não haveria oxigênio; sem oxigênio não haveria animais, plantas e nem mesmo essa "cara" de planeta que temos hoje em dia. Adendo: Clique aqui para ver como seria um planeta Terra sem oxigênio.

E se está difícil de imaginar um planeta sem atmosfera, imagine o clima árido de Marte, que perdeu sua atmosfera há mais de 4.2 bilhões de anos atrás. Assim, sem atmosfera, aconteceu com o Planeta Vermelho tudo que dissemos antes: ficou seco e sem cara de planeta; e perdeu todo o seu ar e mares que foram direto para o espaço, literalmente. 

Sem um núcleo não há possibilidade de existir um campo gravitacionalSem um núcleo não há possibilidade de existir um campo gravitacional

Nascer e pôr do sol simultâneos

Você já parou pra pensar por que a Terra tem tantos fusos horários diferentes? Ou por que o sol nasce em alguns lugares enquanto outros ainda é madrugada? Simples, porque a Terra é redonda.

Se a Terra fosse mesmo plana, cidades separadas por milhares de quilômetros de distância, mas paralelas "horizontalmente" deveriam presenciar um pôr do sol simultâneo, mas como você já deve saber, isso não é o que acontece na prática. Se você estiver em Fernando de Noronha irá notar o sol nascer em determinado horário; agora, se você estiver em Rio Branco, no Acre, o mesmo nascer do sol só será percebido 3 horas depois. 

Não apenas nas extremidades, mas em todos os pontos intermediários, o Sol nasce/se põe em horários diferentes, algo que não poderia acontecer se a Terra fosse plana.

O dia e noite na Terra Plana não explica como há diferentes horários para o sol nascer e se pôrO dia e noite na Terra Plana não explica como há diferentes horários para o sol nascer e se pôr

Para saber mais: Universidade de Columbia, Forbes

MAIS SOBRE: #ciencia  #nasa  #maximilianomeyer
Comentários
Carregar comentários
  • PARTICIPE DA NEWSLETTER

    As novidades de tech no seu
    e-mail, inscreva-se grátis ;)