Índia avança na concorrência do primeiro Hyperloop

Nunca duvide dos indianos. Agora a coisa vai acelerar

Por | @Evilmaax Ciência

Desde 2012 quando o Elon Musk publicou sua nova ideia chamada Hyperloop diversas cidades e países já se ofereceram para serem os pioneiros no novo meio de transporte e os primeiros a receberem a novidade. Consórcios na Austrália, Singapura, Califórnia, França e Europa, só para citar alguns, já ofereceram grana, isenções fiscais e demais incentivos para atrair as startups.

De lá para cá as coisas estão andando, mas não na velocidade do Hyperloop ou de como a gente gostaria que fosse, o que leva os mais descrentes a pensarem que o novo sistema de transportes pode estar mais longe do que se pensa. Ao menos aqui pelo ocidente.

É por isso que uma recente notícia veio para entusiasmar os mais céticos: os indianos entraram na jogada já com a promessa de construir uma pista de testes para acelerar o trabalho. E eu que não sou louco de duvidar da capacidade dos indianos. 

O primeiro-ministro Narendra Modi e Sir Richard Branson anunciaram a parceria entre a Virgin Hyperloop One e o estado indiano de Maharashtra. O acordo permitirá que a parceira público x privada analise os melhores meios para desenvolver uma linha de alta velocidade entre as cidades de Pune e Mumbai, com a rota passando pelo Aeroporto Internacional de Mumbai, ponto estratégico onde circulam cerca de 50 milhões de passageiros por ano.

Os pontos inicial e final do trajeto tem uma distância de 160km e nos meios de transportes atuais são necessárias cerca de três horas e meia para fazer a viagem, seja de trem ou carro. O Hyperloop One acredita que pode reduzir esse tempo de viagem para míseros 25 minutos, além de reduzir drasticamente os tempos de frete entre o porto de Mumbai e o interior da região de Pune, baixando o custo em geral das mercadorias.

Mapa do trajetoMapa do trajeto

E a questão da logística de frete não é uma coisa trivial para a região, já que cerca de um quarto de todo o frete que passa pelos portos de Mumbai tem Pune como destino ou local de origem. Um Hyperloop fazendo o transporte entre as duas cidades poderia reduzir em até 25% todo o tráfego de mercadorias pesadas que hoje se engarrafam nas estradas.

Assim como todos os projetos de Hyperloop (e projetos tão megalomaníacos como este, em geral), o projeto Mumbai-Pune começará com um estudo de viabilidade que tem previsão para durar seis meses. Após, se os números se mostrarem corretos, o estado avançará para criar uma faixa de testes que poderá vir a se tornar um trecho da rota planejada.

A faixa de teste deverá ser construída dentro de três anos, o que significa que a Índia poderia estar executando viagens de teste até 2021 (as demais empresas começaram há pouco tempo com seus testes - após mais de 5 anos de estudo - ou ainda nem começaram). A medida em que tudo for dando certo com os testes, pesquisa e desenvolvimento, trechos adicionais serão integrados à linha, que poderia estar completa já em 2028.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIOComente aqui
MAIS SOBRE hyperloop energiaverde
Assine a nossa newsletter

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Comentários