Primeiro transplante duplo de mãos é bem-sucedido nos Estados Unidos

Cirurgia de transplante duplo de mãos é o primeiro bem-sucedido.

Por | @oficinadanet Ciência

O mundo da medicina pode comemorar mais uma vitória. Zion Harvey, um garoto de apenas 8 anos que teve as mãos amputadas em decorrência de uma infecção, é um caso de sucesso, já que foi o primeiro no mundo a receber o transplante duplo de mãos e antebraços bem-sucedido.

A cirurgia aconteceu em julho de 2015, e o texto publicado na revista científica “The Lancet” é assinado por médicos do Hospital Infantil da Filadélfia.

ZionZion

"Aos 18 meses [após o transplante], a criança tinha excedido suas habilidades de adaptação anteriores. A partir dos 18 meses, ele é capaz de escrever, se alimentar, tomar banho e se vestir de maneira mais independente e eficiente do que conseguia antes do transplante", escreveu a equipe do hospital.

O transplante de órgãos é bastante arriscado já que o corpo do receptor pode rejeitar o novo membro. Para completar, os medicamentos usados na recuperação trazem muitos riscos à saúde. Os médicos disseram que os episódios de rejeição começaram a surgir no primeiro ano, porém, acabaram sendo todos revertidos.

A cirurgia teve duração de 10h e 40 minutos. No total, quatro equipes do hospital estiveram envolvidas. Desde 1998, quando aconteceu o primeiro transplante de uma mão em adultos, mais de 100 pessoas já receberam um novo membro. Porém, Zion é o primeiro a receber os dois membros.

Leia também:

A criança já consegue escrever, alimentar-se e se vestir sozinho, além de jogar beisebol. Mas o processo pós-operatório não foi fácil.

O cirurgião-chefe Scott Levin, no ano passado, disse que "o cérebro está comunicando com as mãos, está ordenando que elas se mexam, e elas se mexem, o que, por si só, já é extraordinário".

O menino, segundo Sandra Amaral, da equipe que cuida dele no Hospital Infantil da Filadélfia, disse que garoto "é capaz de segurar um taco com muita coordenação e consegue escrever seu nome com clareza”.

“Sua sensibilidade continua evoluindo, é incrível. Agora ele consegue fazer carinho na mãe e a sentir”, completou.

A história de Zion é de superação. Ele teve sepse, por isso precisou ter mãos e pernas abaixo do joelho amputadas, além de falência nos rins. Quando completou quatro anos, após dois de diálise, recebeu um transplante de rim doado por sua mãe, Pattie Ray. Quatro anos após, recebeu suas novas mãos. Assim, aos 8 anos, ele se tornou a pessoa mais jovem do mundo a receber um transplante duplo de mãos.

"Me sinto muito feliz com minhas novas mãos e não me sinto diferente das outras crianças", afirma Zion. "Agora eu consigo lançar a bola mais longe do que quando não tinha as mãos."

Mais sobre: Ciência saúde humanindade
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo