Casal usa dinheiro de Bitcoin para pagar casamento de R$ 750 mil em Campo Grande (MS)

Festa teve show da dupla Bruno & Morrone e lua de mel coletiva paga pelos noivos.

Por | @fsbeling Bitcoin

Na última sexta-feira (22) o casal Divina Inácia de Souza, de 44 anos e José Aparecido Maia dos Santos, de 48 anos, se casaram em Campo Grande (MS) e promoveram uma festa que segundo os dois custou R$ 750 mil graças ao rendimento obtido através de investimentos na moeda Bitcoin.

Porém, exatamente no dia em que os dois casaram, a moeda que até então estava supervalorizada, teve uma queda de 35% do seu valor de mercado. No entanto, os dois celebraram na data uma festa milionária, a noiva entrou com vestido importado de Barcelona, a decoração foi preparada pelo cerimonialista Antônio Osmanio, o qual já trabalhou com o governador e Chitãozinho e Xororó.

Já os convidados puderam desfrutar de uísque importado, assim como de vinhos de primeira e drinques modernos. Além disso, o show para os 400 convidados foi da dupla Bruno e Marrone, cujas despesas com a dupla resultaram em 310 mil reais, envolvendo custos de deslocamento e cachê para uma apresentação de 1h45 minutos. José Santos contou que eles cobraram 1 Bitcoin por apresentação.

Casamento teve show da dupla Bruno e MarroneCasamento teve show da dupla Bruno e Marrone

Após a festa de casamento, no dia 23 de dezembro (sábado), o casal, juntamente com os 10 padrinhos embarcaram para a lua de mel coletiva, com as despesas todas pagas pelos noivos. O grupo partiu para Itapema (SC) para festejar o Natal e o Réveillon, após todos irão embarcar para um cruzeiro pela costa nacional.

O noivo ressaltou “A gente ficou rico. Minha mulher sempre quis um casamento assim, com o show do Bruno e do Marrone. Com essa valorização do Bitcoin, realizamos o nosso sonho". José disse ainda que contam com alguns milhões de reais na conta bancária, mas que prefere não revelar a quantidade por questões de segurança.

História do Casal

O casal está junto há 23 anos e possuem 4 filhos. Os dois teriam se conhecido em um ônibus, na cidade de Campo Grande (MS), levavam uma vida de classe média, trabalhando na construção civil, quando no ano de 2015 decidiram investir um dinheiro. Na época, eles detinham de dois carros, um valia R$ 30 mil e outro R$ 35 mil na tabela Fipe. Entretanto, conseguiram vender o mais caro por apenas R$ 22 mil e para investir o dinheiro optaram pela moeda virtual, que vinha valorizando um pouco mais do que a renda fixa. José disse "Na época um bitcoin custava R$ 1,6 mil. Neste ano chegou a passar de R$ 50 mil".

Agora, segundo o casal, os dois querem se divertir e afirmam que continuam comprando Bitcoins, assim como outras moedas virtuais. A pouco tempo atrás, antes do casamento os dois haviam feito um cruzeiro para o Caribe. O cerimonialista Antônio Osmanio comentou "Eu faço umas 90 cerimônias por ano. Posso dizer que o José e a Divina têm muito dinheiro. Pagaram tudo à vista. Eu parei de contar quando a conta chegou a R$ 680 mil. Foi uma festança”.

Mais sobre: casamento Bitcoin moedavirtual
Share Tweet
Recomendado
Siga no instagram
Comentários

Siga nossas contas no Instagram

@oficinadanetoficial

@nmuller99