Executivo do JP Morgan afirma que Bitcoin não passa de uma fraude

Presidente do JP Morgan não exitaria em demitir um funcionário envolvido com Bitcoins.

Por | @oficinadanet Bitcoin

O Bitcoin é uma moeda virtual bastante usada por várias pessoas. A sua supervalorização é um dos pontos fortes dela. Porém, ela acaba sendo usada em muitos casos como moeda de troca em casos obscuros, onde o dinheiro tradicional não pode ser usado para não deixar vestígios.

O JP Morgan é uma das instituições financeiras do mundo mais reconhecidas, e também considerada uma das maiores empresas que negociam ações na bolsa de valores do mundo. A empresa, porém, não enxerga com bons olhos as alternativas não convencionais ao sistema financeiro global, como as criptomoedas.

Jamie Dimon afirma que Bitcoin não passa de fraudeJamie Dimon afirma que Bitcoin não passa de fraude

Jamie Dimon, presidente do banco, em uma conferência realizada em Nova York, disse que o bitcoins “é uma fraude” e que essa bolha irá estourar em algum momento. Dimon ainda defendeu que as criptomoedas servem apenas a interesses de criminosos e disse que demitiria “em um segundo” qualquer funcionário de seu banco que estivesse envolvido em qualquer tipo de transação envolvendo bitcoins.

“A moeda não vai funcionar. Você não pode ter um negócio em que as pessoas podem inventar uma moeda do nada e imaginar que quem compra isso é realmente esperto", disse o executivo.

"Se você está na Venezuela, no Equador, na Coreia do Norte ou em países assim, ou se você é um traficante, um assassino ou algo do tipo, é melhor negociar em bitcoin do que em dólares dos Estados Unidos", complementou.

Fonte: The Guardian

Mais sobre: bitcoin moeda fraude
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Destaquesver tudo