Sorte ou azar? na vida profissional o que conta é a atitude certa

Algumas pessoas tem mais sorte do que outras, isso procede? Saiba onde e como encaixar este detalhe em sua vida profissional e use a seu favor.

Por | @dani_publica Carreira em TI

De fato, muitos dos empresários de negócios dizem sorte é um fator determinante em seu sucesso. Mas a sorte no mundo dos negócios não é inteiramente assim. Há um ditado popular que diz "você faz sua própria sorte”, este a princípio tornou-se mais do que um simples jargão no mundo corporativo.

Sorte ou azar? na vida profissional o que conta é a atitude certa

Ao longo de centenas de entrevistas que fiz descobri que enquanto existem certos tipos de sorte que você não consegue comandar, (como elementos determinística ou probabilística ou como e onde você nasceu, ou a carta certa que você tirar de um baralho de 52), não há absolutamente um fator correto que você possua que represente uma significativa influência. Indiscutivelmente, existem fatores que nos impulsionam, que podem aumentar nossa propensão a ter mais sorte nos negócios, basta que nos inclinemos para isso. Como? , sendo "mais " no negócio e fundamentalmente ter a atitude certa.

Como se constata, a sorte é tanto uma questão de atitude, como de probabilidades. As pessoas que se auto-descrevem-se como “sortudas” em seu perfil empreendedor tendem a possui-la mais, pois eles saber captar a atitude certa. O segredo para uma atitude consciente ou inconscientemente, decorre de três fatores:

1. A base de uma atitude de sorte é a humildade.


A humildade é um dos principais traços do líder de alto desempenho. Ter uma atitude assertiva começa com humildade e vulnerabilidade aberta para suas próprias limitações. É preciso que haja autoconfiança para comandar o respeito dos outros, mas que precisa ser contrabalançada com o conhecimento que você simplesmente não possui. A humildade é o caminho para ganhar respeito, embora a autoconfiança seja o caminho para comandar isso, é ela quem humaniza os líderes e permite que eles possuam mais sorte. Ela está na raiz da autoconsciência, e cria a abertura de assumir a nossa atitude característica com a curiosidade intelectual.


2.Curiosidade intelectual é uma resposta ativa à humildade.


Se a humildade dá às pessoas a capacidade de ser intelectualmente curioso, por outro lado, as pessoas que são totalmente confiantes ou arrogantes são menos propensos a questionar suas suposições pessoais e perspectivas do mundo. Pessoas que estão intelectualmente curiosas em realizar algo ou aprender sobre qualquer coisa devoram leitura, escutam as sugestões e exploram novas ideias em uma taxa muito maior do que outros. Eles perguntam mais do que tentam respondê-las. Em última análise, eles captam mais sorte porque estão mais dispostos a conhecer pessoas, responder novas perguntas e ir a lugares novos.


3. O otimismo é a fonte de energia para permitir uma mudança positiva.


Se a humildade é a base para a curiosidade intelectual, então uma disposição otimista dá convicção e energia de que mais e melhor é sempre possível. É como uma profecia auto-realizável: mais sorte tende a vir para aqueles que acreditam na possibilidade - para os que veem o bem em alguma coisa antes de observar o mal. Otimistas são doadores de energia ao invés de compradores do mesmo. Por ter uma disposição positiva, tais indivíduos são mais propensos a ter um maior número do aparentemente "elemento surpresa" ;encontros com boa sorte. Eles também são mais propensos a agir sobre o que eles encontram através de suas atividades, porque eles acreditam - sempre acreditam – em se potencializar para o melhor.

A equação básica para desenvolver a atitude certa portanto é bastante simples. Ela começa em desenvolver humildade para ser autoconsciente, seguido pela curiosidade intelectual para fazer as perguntas certas e concluindo com a crença e a coragem de que algo melhor sempre é possível (otimismo). As pessoas mais sortudas do mundo são aquelas que possuem todos os três elementos desta equação. Eles dizem para si mesmos: Eu sou humilde o suficiente para dizer que não sei como fazer melhor, eu sou curioso e corajoso o suficiente para fazer perguntas que podem ajudar a realizar algo mais próximo da perfeição e finalmente abraçar o "copo meio cheio" do otimismo de que o resultado final pode sempre ser melhorado, então deixe-me contribuir para esse objetivo.

Essa é a mentalidade da mente construtora para a sorte. É aquela que a maioria das pessoas podem ter se estão apenas dispostos a acreditar. Afinal: Sorte é uma encruzilhada onde preparação e oportunidade se encontram.

Mais sobre: carreira profissional de ti
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter