O que você procura para sua vida profissional?

O que você pensa, pesquisa, lê, ouve, determina não só que tipo de profissional é, mas o que faz valer seu tempo na hora de criar ou recriar um conceito no mercado, o seu.

Por | @dani_publica Carreira em TI

O que você pensa, pesquisa, lê, ouve, determina não só que tipo de profissional é, mas o que faz valer seu tempo na hora de criar ou recriar um conceito no mercado, o seu.

Diariamente você se levanta, se programa, executa sua rotina diária, cumpre ações e segue em frente.
Mas é muito mais do que isso:
Em primeiro lugar, seja sincero: quando você pensa em sucesso, qual é a primeira referência que surge em sua mente... uma barreira ou uma possibilidade?
Se você pensou em barreira, provavelmente, escolheu trilhar o caminho mais difícil. Então, saiba que é possível facilitar as coisas: você tem todos os recursos necessários para superar seus limites – principalmente, se utilizar os parâmetros corretos, ou seja, se souber exatamente o que quer superar.

Outro ponto fundamental é colocar o foco sempre nos resultados. Pense no que você quer conquistar; veja, ouça e sinta o momento da conquista. Utilize seus cinco sentidos para se ajustar às oportunidades que lhe deixarão cada vez mais perto de sua meta. Existe um prazo que devemos respeitar, mas precisamos compreender e aceitar a hora em que devemos sair do lugar. Se o mundo é portátil, é preciso ultrapassarmos as próprias sensações de limite pessoal.

Temos de aproveitar que o tempo está a nosso favor e desfrutar as oportunidades de crescimento, pois senão, os dias passarão e nada mudará, você verá a vida acontecendo pelo lado de fora da janela de casa ou do trabalho. Ou pior: sentirá que os anos passaram e você continua na mesmo e errôneo lugar.

Primeiro: Atente-se a sua linguagem corporal, ela diz muito sobre você.
Segundo: Você já sabe que, toda vez que o objetivo for simplesmente informar alguma coisa a alguém, a função predominante da linguagem será a referencial, a sua neste caso.
E terceiro e talvez o mais importante: Esteja aberto aos acontecimentos a sua volta, eles serão o seu termômetro e quem sabe sua nova direção.

Quando digo que devemos nos adequar, não estou colocando em discussão uma possível ou provável mudança comportamental, mas apenas encitando que devemos interagir com o mundo de forma aberta e introspectiva. Quantas boas descobertas nos testam e nos empurram, nos motivam de forma a completar e isso querendo ou não nos modifica e até mesmo nos permite pensar sobre o que devemos levar para nosso crescimento e principalmente para nossa vida. Adequar não implica em anular, significa contextualizar e materializar mudanças altivas.

E é nessa linha que acontecem as mais inevitáveis situações escalafobéticas, que nos testam, nos faz julgar e até mesmo duvidar do quanto pesarosa é a coincidência humana.

Estamos em constante rotação, a vida hoje certamente não será a mesma de amanhã, nossos meridianos mudam de lugar e isso explica muita coisa, isso inclui o humor e a tolerância.
Somos rígidos e inóspitos com nossos próprios princípios?, talvez, nós julgamos demais sem compreender o contexto que nos cerca e que principalmente nos alimenta - crer sem ver.

Mais sobre: carreira vida profissional
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo