Carros do futuro até andam sozinhos

Modelos futuristas são dotados de inteligência para dirigirem sem motorista e até travar a direção dos que abusam do álcool, entre outras habilidades

Por | @oficinadanet Tecnologia
Se em breve você for ultrapassado nas ruas por um carro que anda sozinho, estaciona perfeitamente, sem ajuda de motorista e não bate em ninguém, não imagine que está em um filme. Trata-se da nova geração de veículos inteligentes, que num futuro não muito distante, circularão pelas cidades. Eles também acionam o resgate em caso de acidente, falam, lêem e-mails para seus donos e dão dicas de restaurantes localizados nas imediações. Ainda chamam a atenção dos apressados que passam da velocidade permitida e bloqueiam a direção dos que abusam do álcool.

Essas são apenas algumas das habilidades dos carros futuristas, equipados com sistemas informatizados que automatizam funções, reforçam a segurança e transformam o automóvel numa estação multimídia de quatro rodas. Para dotá-los de inteligência, as montadoras estão debruçadas em cima projetos para cativar os consumidores não apenas com design arrojado e qualidade da marca.

Nos últimos anos, as fabricantes vêm investindo pesado em tecnologias avançadas, levando para os automóveis computadores de bordo, sistemas para comunicação com celular, conexões para iPod, navegadores que ajudam as pessoas a fugirem de congestionamentos e sistema de reconhecimento de voz, entre outras ferramentas.

São sistemas que programam os carros para prestar serviços aos proprietários de acordo com suas necessidades. Assim, eles poderão avisar quando o combustível estiver acabando, informar onde há um posto de gasolina mais próximo do local e até dar dicas de onde o motorista pode almoçar, além de outros estabelecimentos comerciais nas imediações. São recursos que não lembram nem de longe o velho Herbie, sedan da Volkswagen, do filme “Se meu fusca falasse”.


target="_blank">>>Confira a nossa galeria de fotos.

Carro futurista
Algumas dessas tecnologias já são adotadas pelas montadoras e outras ainda estão em fase de protótipo, como é o caso do carro que estaciona sozinho. O novo modelo está sendo projetado pelos laboratórios da GM (General Motors), nos Estados Unidos. O veículo vem com sensores que calculam a metragem do espaço onde entrará e se encarrega de fazer todas as manobras até se encaixar na vaga livre.

O dono pode ficar fora, vendo a performance do motorista virtual. O novo carro deverá agradar, principalmente, aos que sofrem quando precisam entrar em vagas apertadas. Mas Samuel Russelli, diretor de marketing da GM Brasil, diz que a novidade ainda não tem prazo para chegar ao mercado.

Os pesquisadores querem mais do carro do futuro. Engenheiros e investigadores americanos estão desenhando viaturas de polícia que em 2030 se locomoverão pelas ruas, sem a necessidade de condutor. Graças à inteligência artificial, esses veículos robotizados serão capazes de aprender os movimentos realizados pelos motoristas. Mas o maior desafio é programar esses automóveis para que tomem decisões rapidamente no trânsito.

Mais que independentes dos humanos, os carros inteligentes serão proativos. Eles terão sistemas que acionam o serviço de resgate em caso de acidentes. A Europa já estuda a incorporação nos veículos da tecnologia eCall, que transmite por GPS (Global Positioning System) à central de emergência informações sobre colisões no exato momento da ocorrência. A idéia é que as vítimas sejam socorridas mais rapidamente e com vida.        

Se beber, não dirija
Os bafômetros usados pela polícia para flagrar motoristas alcoolizados talvez não precisem mais ser usados no futuro. É que a indústria já encontrou uma solução para tirar das ruas os que exageram na bebida. A Nissan projetou um carro que detecta o estado de sobriedade do condutor e ativa as medidas preventivas, como, por exemplo, a imobilização do veículo.

Essa tecnologia trabalha com sensores de odores nos bancos do motorista e do passageiro que identificam níveis de álcool, enquanto um detector ultra-sensível na alavanca do câmbio mede a transpiração da palma da mão. Caso seja constatado excesso de álcool no corpo do condutor, o sistema paralisa o veículo e um alerta sonoro é emitido pelo computador de bordo.

A tecnologia contra embriaguez criada pela Nissan ainda está em fase de protótipo, mas a montadora japonesa avisa que pretende adotá-la em sua linha de carros para reduzir pela metade até 2015 o índice de acidentes nas ruas. A empresa só não definiu em que modelos esse sistema estará integrado nem quando a novidade chega ao mercado.

Amigo carona
Os carros inteligentes serão grandes amigos dos seus donos. Eles serão capazes de detectar quando o condutor está cansado, cochilando ou dirigindo distraidamente. Pesquisadores do Laboratório Sandia, nos Estados Unidos, estão desenhando um veículo que analisa o comportamento humano e aprende como as pessoas para auxiliá-las em situações de perigo. Então, eles vão dar toques quando o motorista estiver estressado ou tirar as mãos do volante para atender o celular.

Para que os carros pensem, os pesquisadores coletaram informações dos humanos e criaram um programa que já está em teste em estradas dos Estados Unidos e Europa. Kevin Dixon, coordenador do projeto no Laboratório Sandia, diz que o sistema faz simulações tão reais que o motorista tem a sensação de que há uma outra pessoa sentada ao seu lado, como um amigo que pegou uma carona.

O que há no mercado
Você não precisa esperar o carro inteligente para entrar no mundo automotivo hightech. Muitas das tecnologias que até pouco tempo estavam acessíveis somente aos carrões de luxo, como Mercedes, BMW e Audi, já começam a entrar nos modelos mais simples. Várias marcas já adoraram conexão para MP3, comunicação Bluetooth e navegadores. Alguns já estão à venda no Brasil.  

Muitas tecnologias de comunicação e entretenimento tendem a se tornar padrão na fabricação dos novos modelos de carros. Nos Estados Unidos, por exemplo, cerca de 50% da linha 2008 terá conexão para iPod, prevê pesquisa do TRG (Telematics Research Group). O mesmo estudo estima que 70% desses veículos chegarão ao mercado com Bluetooth. Assim os motoristas poderão atender ao celular em movimento, sem tirar as mãos do volante.

Outra tecnologia que se tornará um opcional padrão nos carros novos é o sistema de navegação, cada vez mais popular para orientar os condutores pelas ruas, traçando suas rotas. O TRG prevê que 80% dos modelos 2008 virão com este recurso. Outro dado da pesquisa é que quase 30% dos lançamentos do próximo ano terão interface USB para permitir, principalmente conexão de pen drive.

Opções no Brasil
Diversos modelos estão à venda no Brasil com conexão para MP3 e Bluetooth, como é o caso das marcas Fiat, Volkswagen e GM. Essa última, por exemplo, acaba de colocar no mercado o Vectra GT, que além de trazer essas tecnologias é o primeiro carro nacional a oferecer em 100% das unidades vendidas, um sistema de navegação por GPS.

O equipamento oferece mais de 323 mil pontos de interesse incluindo ruas e avenidas das principais cidades brasileiras, além de aeroportos, bares, cafés e casas de shows. Samuel Russelli, diretor de marketing da GM do Brasil, explica que o novo recurso vem para ajudar os motoristas a fugirem do trânsito caótico, principalmente de São Paulo, onde as pessoas perdem muito tempo em congestionamentos por buscarem sempre as mesmas rotas.

O navegador estará disponível em toda a linha Vectra GT e GT-X, que é uma série especial. O executivo da GM explica que, além de traçar rotas, esse recurso poderá ser usado pelos usuários para exibir fotos na tela do equipamento. O novo carro vem ainda com sistema de comunicação Buetooth para comunicação com celular e saída USB.

Russelli observa que hoje as pessoas já usam essas tecnologias no dia-a-dia e gostariam de tê-las disponíveis também em seus carros. Por isso, a indústria está tentando integrá-las aos veículos. Ele dá o exemplo do smartphone Blackberry da RIM, que poderá se conectar com o carro e transmitir e-mails falados.

Além de entretenimento, Russelli diz que os novos modelos automatizam muitas funções do carro. O Omega já vem com faróis que ligam e desligam sozinhos, livrando o motorista de ficar dessa tarefa. Outro exemplo é o sistema que ativa o pára-brisa do Vectra GT em dias de chuva e alterna a velocidade de acordo com o volume de água que cai no vidro.

Punto com Blue&Me
A Fiat é outra fabricante que vem investindo para levar sistemas informatizados para seus carros. O engenheiro mecânico, Carlos Henrique Ferreira, da Fiat Brasil, diz que a montadora começou a levar computador de bordo para sua linha em 89.

Em 2004, a fabricante dotou o Stilo do sistema MyCar, que permite ao usuário personalizar várias funções do seu carro. Em 2004, esse modelo ganhou um sistema de comunicação sem fio para conexão com o celular Nokia 6820. Hoje, o engenheiro diz que com exceção do Palio Fire e Uno Mille, toda linha da marca oferece a possibilidade de os usuários conectarem MP3 e usar recursos Bluetooth, como opcionais.

Mas seu grande lançamento que integra a comunicação sem fio é o Punto, que já é sucesso na Europa e acaba de chegar ao Brasil equipado com o software Blue&Me, desenvolvido pela Microsoft. A solução é baseada na plataforma "Windows Mobile for Automotive", que possibilita aos motoristas conectividade com celulares, smartphones e dispositivos de música digital enquanto dirigem.

O sistema traz uma série de funcionalidades integradas dentro do veículo que podem ser ativadas por voz. O programa possui integração com os botões do volante e as informações no painel de instrumentos.

Pela plataforma é possível atender uma chamada até de um celular guardado na bolsa ou no banco de trás, sem que o motorista tire as mãos do volante. O sistema permite também mandar SMS, visualizar mensagens no painel do carro ou pedir a leitura do texto. Ferreira explica que a tecnologia interpreta até palavras abreviadas, como “vc” e as carinhas tristes ou alegres que as pessoas mandam nas mensagens.

Entre as funções de áudio, é possível ouvir as músicas preferidas armazenadas em dispositivos de música digital ou memory key. A conexão se dá via uma entrada USB localizada no porta-luvas do veículo. Para ter o Blue&Me na linha esporte do Punto, o consumidor precisa investir cerca de R$ 500.

Modelos da Volkswagen
Entre os modelos hightech da Volkswagen, o destaque é novo Golf desenhado para receber equipamentos como o CD player com entrada para iPod e USB. O carro tem DVD player de teto e kit viva-voz para telefonia celular. O CD player com entrada USB pode ser conectado, por exemplo, a um HD externo de 80 gigabytes (que no mercado custa na faixa R$ 295), capaz de carregar em sua memória mais de 24 mil músicas, ou o equivalente a 1,7 mil CDs convencionais.

A Volkswagen levou também para o novo Golf navegador GPS com comando de voz para a indicação do melhor percurso sem necessidade de leitura visual. Abrange atualmente as seguintes regiões: Grande São Paulo, Litoral Sul de São Paulo, Campos do Jordão, Campinas Jundiaí, Grande Belo Horizonte, Rio de Janeiro e as rodovias que interligam estas cidades.

Outro recurso adotado pela Volkswagen foi um sistema de rastreamento para diminuir o índice de roubo e furtos, lançado em 2005 para equipar o Golf, a tecnologia se estendeu no início do ano para toda a linha da marca. Entretanto, a montadora manteve o serviço por apenas três meses e desistiu de oferecê-lo. A habilitação do sistema de rastreamento tinha um custo anual entre R$ 575 e R$ 800, valor que poderia ser negociando entre cliente e seguradora. Segundo a montadora, a procura pelo sistema foi baixa e a fabricante resolveu desativá-lo.

Já a Citroën, oferece kits viva-voz com tecnologia Bluetooth como acessório para carros da marca. Qualquer modelo pode vir com a novidade, que integra todas as funções ao painel e permite a utilização do celular sem infringir o Código Brasileiro de Trânsito. O acessório, que foi certificado pela Anatel, pode ser instalado em qualquer concessionária da marca. A maioria desses novos recursos é oferecido como opcionais.  

Fonte: WNews

Mais sobre:
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo