Guia de uso do Twitter para Empresas - Parte 1

Com o sucesso do Guia de uso do Twitter – Geral, resolvi assumir a ideia original, que era fazer um guia sobre qual a correcta utilização do Twitter para empresas, produtos e marcas, e que aqui publico em três partes:

Por | @oficinadanet Empreendedorismo
Com o sucesso do Guia de uso do Twitter – Geral, resolvi assumir a ideia original, que era fazer um guia sobre qual a correcta utilização do Twitter para empresas, produtos e marcas, e que aqui publico em três partes:

Parte 1
Introdução | Vantagens |Desvantagens

Parte 2
Conhecer | Publicar

Parte 3 - Conclusão

Importante lembrar que o Twitter não deve ser visto como o meio derradeiro de comunicação, muito menos que é aplicável aos planos de comunicação de todas as empresas. Muito pelo contrário, como tudo na vida, há que fazer um plano estratégico de comunicação integrada, e dentro deste plano é que pode ou não o Twitter ser indicado à uma determinada campanha, marca, produto ou empresa.

Apesar do Twitter ser uma ferramenta muito versátil é apenas mais um complemento que tem de ser trabalhado juntamente com todos os outros social media (redes sociais, blogs, friendfeed, rss, last.fm, blip.fm, etc.).

Com este novo guia pretendo esclarecer melhor o funcionamento e as opções de utilização do Twitter para as empresas. Espero que seja útil de algum modo mas estou sempre disponível para discussões, críticas, sugestões e comentários.

Introdução

Já sabemos que o Twitter é moda, e por isso, muitos dos executivos começam a dar especial atenção à ferramenta, assim como em tempos deram aos blogues. E o pior é que cometem os mesmos erros que cometeram ao tentar utilizar os blogues como meio de comunicação, distribuição e divulgação para suas empresas.

Nada impede que sejam publicadas mensagens com objectivo de divulgação, mas existe a maneira certa de abordar tais assuntos no Twitter. Não se pode simplesmente fazer um spam. Para evitar mal entendidos e mal uso da ferramenta apresento a seguir alguns conselhos. Podem ser repetitivos para quem já conhece o funcionamento desta nova rede social, mas a verdade, é que não custa nada reforçar as ideias para evitar erros ;)

Devemos lembrar-nos que para todos os medias sociais as regras são sempre muito semelhantes, senão mesmo iguais. Mas quais são elas na verdade? Neste novo modelo de comunicação não temos controlo das mensagens, existe sim é uma relação entre consumidores e clientes e as empresas. A comunicação não pode e não deve estar centrada em golpes publicitários ou abordagens fabricadas. Apenas devemos disponibilizar conteúdos onde e quando são necessários.

Já sabemos também que o Twitter é muito mais que somente responder à questão “O que estás a fazer”. É uma forma de relacionamento que permite a troca de links, partilha de interesses, distribuição de notícias, mecanismo de chat, e também um meio de divulgação dos negócios. E a comunicação é muito mais veloz e imediata do que qualquer outro meio. São apenas 140 caracteres, que são vistos e respondidos imediatamente por dezenas de leitores e repassados ,se for o caso, ao longo dos dias seguintes atingindo um número ainda maior de leitores.

Pude comprovar o poder de propagação do Twitter, apenas para fins de curiosidade, quando publiquei a primeira versão do Guia de Uso do Twitter -Geral. Tinha a média de visitas diárias ao meu blog, muito estável, mas com a publicação no Twitter de que tinha colocado no blog um guia, consegui aumentar o tráfego do blogue em 30% em apenas meia hora, e no geral do dia observei um aumento de 43,5%.

Vantagens

Apresento a seguir algumas vantagens da utilização do Twitter para as empresas
1. Gestão da Reputação

2. Notoriedade da Marca

3. Comunicação directa com cliente final, e não só

4. Resposta rápida da empresa

5. Credibilidade

1. Gestão da Reputação - Com o Twitter temos acesso imediato a uma quantidade enorme de informação que não é controlada e nem filtrada por ninguém. Qualquer um pode aceder ao site e publicar qualquer tipo de ideia, opinião, etc. Por isso é importante que os utilizadores falem da empresa, mas que falem bem, mas nem sempre é o que acontece. Sabemos que há muitos consumidores e clientes finais satisfeitos, mas sabemos também que não podemos agradar a todos o tempo todo. Por isso o Twitter com todas as ferramentas complementares de monitorização pode ser muito importante na Gestão da Reputação.

2. Notoriedade da Marca – A monitorização do Twitter também pode nos dar alguma indicação da notoriedade da marca. Podemos medir quantas pessoas estão a comentar sobre a empresa e seus produtos, e quais as suas opiniões a respeito.

3. Credibilidade – A presença no Twitter, confere uma maior credibilidade às empresas, pois o consumidor sabe que será “ouvido” e que terá uma resposta às suas dúvidas, críticas e sugestões.

4. Comunicação directa com cliente final, e não só – A possibilidade de usar o Twitter como meio de comunicação directa é infinita. Pode-se chegar ao cliente final e a todos os interessados por meio de uma única mensagem. Basta apenas saber como utilizar os 140 caracteres para chegar a todos e fazer com que se interessem.
  
5.Resposta rápida da empresa – O Twitter é o meio mais rápido para que a empresa publique uma resposta a qualquer situação. Seja uma crítica, uma crise, ou apenas um elogio. Pode ser considerado como primeiro passo para qualquer resposta.

Desvantagens

Agora já podemos analisar alguns erros comuns na utilização do Twitter por empresas
1. Falta de conhecimento

2. Falta de interacção

3. Estratégias Erradas

4. Más respostas

5. Iniciar crise

1.Falta de conhecimento – O desconhecimento de como funciona o relacionamento entre os participantes e principalmente, as regras de publicação das mensagens é um dos erros mais comuns observados no Twitter.

2.Falta de interacção – Não participar activamente das conversas no Twitter, também pode ocasionar alguma má interpretação por parte dos utilizadores quando a empresa finalmente resolve publicar algo. A participação deve ser constante e sempre com mensagens de valor acrescentado aos utilizadores do Twitter. A Falta de interacção pode ser interpretada como descaso por parte da empresa.

3. Estratégias Erradas – Lembre-se que o Twitter não é a única ferramenta de comunicação 2.0 e, principalmente, que pode não ser a ferramenta mais aconselhável para a sua empresa. Há que se planear bem a utilização do Twitter como um complemento da estratégia de comunicação da empresa e utilizar juntamente com outras ferramentas 2.o como blogues, friendfeed, rss e as redes sociais entre outros.

4. Más respostas – A falta de uma resposta adequada é sempre prejudicial para qualquer empresa seja em que meio de comunicação for. O mesmo aplica-se ao Twitter, há que saber como responder e qual a melhor abordagem para os assuntos tratados.

5.Iniciar Crise – Ao mesmo tempo que a ferramenta parece ser a resposta certa para a comunicação de muitas empresas no que diz respeito à Gestão da Reputação o Twitter, também funciona como uma faca de dois gumes. Isto porque qualquer pequeno deslize, ou qualquer uma das más práticas apontadas acima, podem desencadear uma grande Crise. Que terá de ser gerida de forma rápida, eficiente e nos meios em que foi iniciada.

Recapitulando:

Por agora verificamos que a informação não mais é controlada por quem quer que seja, nem as empresas, nem a comunicação social controlam a informação.

A comunicação não pode e não deve estar centrada em golpes publicitários ou abordagens fabricadas. Apenas devemos disponibilizar conteúdos onde e quando são necessários.

Vimos também que o Twitter não serve apenas para responder à questão “O que estás a fazer”. É uma ferramenta muito mais veloz e imediata do que qualquer outro meio. São 140 caracteres que podem ser vistos e respondidos imediatamente por dezenas de leitores e repassados, se for o caso, ao longo dos dias seguintes atingindo um número ainda maior de leitores. E principalmente, observamos algumas vantagens e  desvantagens



Guia de uso do Twitter para Empresas - Parte 1

Na parte 2 do Guia poderemos aprofundar os itens aqui mencionados, inclusive com alguns exemplos. A parte 2 será disponibilizada em breve, e quaisquer dúvidas, comentários, críticas ou sugestões não hesite em contactar-me.


Autora: Flávia Paluello - flaviapm [ @ ] gmail.com -
Portuguesa - Profissional de Relações Públicas e blogger - http://noticiare.wordpress.com

Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo