Mais autonomia! Apple pretende aumentar a capacidade da bateria do iPhone

A Apple patenteou três novas tecnologias que visam aumentar a vida útil da bateria dos aparelhos da empresa, que ainda sofrem com os ciclos de carga.

iPhone. Foto: Reprodução/Unsplash.
iPhone. Foto: Reprodução/Unsplash.

A Apple nunca confirmou oficialmente a real capacidade da bateria dos iPhones, embora alguns especialistas afirmem que não chegue a 3.500mAh no iPhone 12 Pro Max, modelo topo de linha da empresa. Apesar das otimizações feitas no iOS a autonomia da bateria ainda é um problema nos celulares da maçã, principalmente no iPhone 12 Mini, versão que foi descontinuada pela marca e que apresenta um desempenho satisfatório mas bateria que não dura nem 12 horas de uso moderado.

Novas tecnologias

Três novas certificações internacionais indicam que a Apple está trabalhando em três novas tecnologias para aumentar a vida útil da bateria dos iPhones, que é bem reduzida se comparado com outros modelos Android. A novidade não deverá chegar no iPhone 13, modelo que está cotado para chegar a partir do segundo semestre, assim como às gerações anteriores.

De acordo com a Apple, o uso do óxido de íon-lítio contendo lantânio e titânio (LLTO) como revestimento tem uma vantagem e é melhor do que o óxido de cobalto ou o revestimento de alumina convencional. Ele também tem uma voltagem média mais alta e uma taxa de retenção de energia superior (nível de integridade da bateria). A Apple acredita que usará essa tecnologia para iPhones, iPads, iPods, Apple Watch, display, Apple TV, Mac e acessórios .

iPhone. (Foto: Reprodução/Unsplash).
iPhone. (Foto: Reprodução/Unsplash).

A segunda patente mostra uma pequena caixa de bateria de metal e descreve um sistema de bateria para posicionamento em torno de componentes internos. Este novo sistema permitirá o uso de baterias maiores na fuselagem sem danificar os componentes.

Patente vazada. (Foto: Reprodução).
Patente vazada. (Foto: Reprodução).

Leia também:

Mais segurança

A terceira patente descreve várias soluções para detectar e aliviar o inchaço da bateria. Seja para um carro ou um smartphone, para garantir a segurança, é necessário verificar se há uma protuberância na bateria. Assim que o sistema detectar o inchaço da bateria, o sensor encontrará o problema (como ressonância acústica, interferência de luz, contato físico ou pressão).

Além disso, o sistema decide como desacelerar ou prevenir futuras expansões, oferecendo suporte automático para previnir danos no componente.

Terceira patente. (Foto: reprodução).
Terceira patente. (Foto: reprodução).

Fonte

🔥O POCO F4 É MUITO BOM 👇

Comentários
Minha foto
Insira um comentário