Hey, Siri: Sua intimidade podia ser ouvida pela Apple sem seu consentimento

Ex-funcionário denunciou ao The Guardiam que áudios gravados pela Siri, usados para avaliar a performance da Siri, muitas vezes revelavam a intimidade dos usuários, e Apple pede desculpas.

Por Apple Pular para comentários
Hey, Siri: Sua intimidade podia ser ouvida pela Apple sem seu consentimento

A Apple veio a público pedir desculpas a seus usuários por contratar empresas terceirizadas e ouvir gravações de áudio captadas pela Siri, inclusive quando a assistente de voz era ativada acidentalmente.

E porque a Apple fazia isso? Ouvir as gravações serviam para avaliar a performance da Siri, mas a bomba estourou quando um ex-funcionário de uma empresa terceirizada disse que a assistente de voz registrava rotineiramente pessoas fazendo sexo, além de negociar drogas ou discutir informações médicas confidenciais.

siri

Apple se desculpa por ouvir intimidades dos usuários

"Percebemos que não cumprimos plenamente nossos ideais e, por isso, pedimos desculpas", afirmou a Apple em um comunicado. A Apple suspendeu as gravações depois que o acusador expôs a prática de espionagem ao The Guardian. Segundo o ex-funcionário, "O som de um zíper, a Siri costuma ouvir como gatilho".

Às vezes, "ouvíamos um médico e um paciente falando sobre a saúde do paciente. Ou alguém negociando drogas... ouvíamos esse tipo de coisa acontecendo. E você ouviria pessoas envolvidas em atos sexuais, que são gravados acidentalmente".

Novas diretrizes para a Siri

A Apple diz que iniciará o programa de classificação da Siri novamente, sob novas diretrizes, que permitirão que os usuários participem do programa, e não manterá gravações de áudio sem a permissão dos usuários.

A Apple também permitirá apenas que seus próprios funcionários revisem as gravações de áudio - não terceiros. Também se comprometeu a trabalhar para excluir "qualquer gravação que seja determinada como um gatilho inadvertido da Siri".

"Esperamos que muitas pessoas escolham ajudar a Siri a melhorar, sabendo que a Apple respeita seus dados e possui fortes controles de privacidade", disse a empresa. "Quem optar por ingressar no programa, poderá deixar de participar a qualquer momento."

Compartilhe com seus amigos:
Mais sobre: apple, siri
Priscilla Kinast
Priscilla Kinast Estudante de Ciência e Tecnologia na UFRGS - Universidade Federal do RS, apaixonada por inovações tecnológicas, mistérios da ciência, bem como filmes e séries de ficção científica
FACEBOOK // INSTAGRAM: @priscillakinast // TWITTER: @prkinast
Quer conversar com o(a) Priscilla, comente:
Carregar comentários
Últimas notícias de Apple