Empresa israelense acusa Apple de violar suas patentes na tecnologia de câmeras

Apple teria negado uma parceria e os negociadores teriam citado a possibilidade de violar as patentes da companhia.

Por | @fsbeling Apple

A Apple terá que enfrentar mais um processo nos tribunais, desta vez movido por uma empresa israelense sediada em Tel Aviv, chamada Corephotonics. A companhia acusa a Apple de utilizar as suas patentes de tecnologia nas câmeras duplas dos iPhones 7 Plus e 8 Plus sem autorização.

O presidente da Corephotonics, David Mendlovic, na ação movida pela Apple, ressalta que a companhia de Cupertino recusou uma parceria oferecida pela startup. Segundo ele, os negociadores da Apple teriam citado a possibilidade de violar as patentes da companhia.

iPhone 7 PlusiPhone 7 Plus

No processo, a empresa Corephotonics diz “O negociador da Apple mostrou desprezo pelas patentes da Corephotonics, dizendo ao doutor Mendlovic e outros que mesmo se a Apple as infringisse, levaria anos e milhões de dólares em litígio antes de a Apple ter que pagar alguma coisa”.

A princípio, a Apple utiliza patentes próprias nas câmeras embutidas em seus dispositivos, porém, ainda não fez nenhum pronunciamento oficial sobre a acusação da empresa israelense.

iPhone 8 PlusiPhone 8 Plus

Leia também:

A Corephotonics conta com a assessoria da Quinn Emanuel Urquhart & Sullivan nos tribunais, a mesma que conduziu o processo da Samsung contra a Apple, também por violação de patentes. A companhia israelense, atualmente, conta com investidores como Samsung Ventures, Foxconn, MediaTek e SanDisk.

Mais sobre: Apple Corophotonics israelense
Share Tweet
Recomendado
Objetos Relacionados
Comentários
Destaquesver tudo