Brasil registra queda de 7,2 milhões de linhas móveis nos últimos 12 meses

Brasil tem diminuição de 258,7 mil linhas em operação (-0,11%) em relação à dezembro de 2017 e uma queda de 7,2 milhões (-2,95%) nos últimos 12 meses.

Por | @fsbeling Anatel

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) de acordo com os últimos dados, informou que o Brasil registrou 236,2 milhões de linhas móveis em operação em janeiro de 2018. Isso representa uma diminuição de 258,7 mil linhas em operação (-0,11%) em relação à dezembro de 2017 e uma queda de 7,2 milhões (-2,95%) nos últimos 12 meses.

O crescimento no primeiro mês do ano foi sustentado pela entrada de linhas pós-pagas nas redes das prestadoras móveis, mais 807,2 mil unidades (+0,92%) em relação a dezembro de 2017 e aumento de 9,2 milhões de linhas (+11,50%) nos últimos 12 meses. O pré-pago apresentou redução de 1,1 milhão de linhas (-0,72%) e queda de 16,3 milhões (-9,98%) respectivamente.

Em janeiro de 2018, quando comparado com dezembro de 2017, os maiores crescimentos percentuais na telefonia móvel por grupo foram registrados pela Porto Seguro, mais 43,9 mil (+7,80%) e pela da Datora, 8,6 mil novas linhas (+4,27%). As grandes prestadoras nacionais apresentaram redução, a TIM, diminuição de 209,0 mil linhas (-0,36%), a Vivo, menos 66,3 mil (-0,09%), a Claro, menos 18,6 mil (-0,03%), a Nextel, menos 7,7 mil (-0,28%), e a Oi, menos 6,9 mil (-0,02%).

Brasil registra queda de 7,2 milhões de linhas móveis nos últimos 12 mesesQueda de 7,2 milhões (-2,95%) nos últimos 12 meses


Destaca-se novamente o crescimento da Datora, nos últimos 12 meses, com aumento de 107,3 mil linhas móveis (+104,80%), e da Porto Seguro, acréscimo de 152,5 mil (+33,59%). Das grandes prestadoras nacionais, cresceram a Nextel, mais 175,6 mil linhas móveis (+6,74%), e a Vivo, mais 977,4 mil (+1,32%). Enquanto isso, a Oi apresentou queda de 3,0 milhões de linhas (-7,20%), a TIM redução 4,4 milhões (-7,00%), e a Claro menos 1,2 milhões (-1,94%).

Em relação às tecnologias utilizadas na telefonia móvel, em janeiro na comparação com dezembro de 2017, as linhas de 4G (LTE) apresentaram aumento de 3,3 milhões de unidades (+3,19) e as utilizadas em aplicações máquina-máquina (M2M) crescimento de  240,8 mil (+1,58%), as outras tecnologias apresentaram redução. Esse comportamento foi similar ao registrado nos últimos 12 meses, aumento de 40,7 milhões de linhas (+62,76%) no 4G e de 2,6 milhões no M2M (+20,21%).

Fonte: Anatel

DEIXE SEU COMENTÁRIOComente aqui
MAIS SOBRE Anatel queda linhas moveis
Assine a nossa newsletter

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Comentários