Oficina da Net Logo

Mulher invade sede do YouTube e comete suicídio após ferir pessoas

As vítimas foram encaminhadas a hospitais próximos. Um homem, de 36 anos, teria ficado ferido gravemente.

Por | @oficinadanet Youtube 5 comentários

Na tarde da terça-feira (03), uma mulher invadiu a sede do YouTube em San Bruno, na Califórnia. De acordo com informações divulgadas pela polícia local, a mulher teria deixado quatro pessoas feridas e logo em seguida cometeu suicídio.

As vítimas foram encaminhadas a hospitais próximos. Um homem, de 36 anos, teria ficado ferido gravemente, disse o porta-voz do Zuckerberg San Francisco General Hospital, Brent Andrew.

Sede do YouTube.Sede do YouTube.

Leia também: Leia em destaque: Comparativo YouTube Music ou Spotify: Qual o melhor?.

“Um atirador está na sede do YouTube. Ouvi tiros e vi pessoas correndo aqui da minha mesa. Agora estou barricado dentro de uma sala com colegas”, disse Vadim Lavrusik, funcionário da empresa, através do seu perfil no Twitter.

Em seguida, o Google se pronunciou sobre o fato. Confirmando o ocorrido.

“Situação do YouTube, nós estamos coordenando com autoridades e vamos fornecer informações oficiais aqui da Google e do YouTube assim que ficarem disponíveis.”

Funcionários foram retirados do local.Funcionários foram retirados do local.

Donald Trump, atual presidente dos Estados Unidos, também postou uma mensagem de solidariedade e apoio à atuação dos policiais e socorristas no local.

“Acabei de ser informado sobre o tiroteio na sede do YouTube em San Bruno, Califórnia. Nossos pensamentos e orações estão com todos os envolvidos. Obrigado aos nossos policiais e primeiros socorros fenomenais que estão atualmente no local”, disse Trump através do Twitter.

Lilian Chen, designer do YouTube, disse no Twitter que foi tirada do prédio com as mãos para cima. "Vi gotas de sangue nas escadas pelas quais subo sempre. Estou tremendo. Isso é surreal. Espero que meus colegas estejam bem".

Após o episódio ser controlado, o CEO do Google Sundar Pichai divulgou um comunicado aos funcionários da empresa em que lamenta o "horrível ato de violência" e agradece a equipe de segurança e os serviços der emergência por "atuarem muito rapidamente". Ele disse ainda que está colaborando com as autoridades e que está prestando assistência às vítima e também aos familiares.

A situação ainda será investigada, já que as informações ainda não estão claras. A NBCNews, por exemplo, inicialmente, relatou que a atiradora havia sido abatida pela polícia. As autoridades, porém, falam em quatro vítimas e um suicídio, sendo um deles em estado grave.

Segundo o jornal San Francisco Chronicle, afirmou que Nasim Aghdam, identificada como autora dos disparos pela rede de TV NBC, havia reclamado em site pessoal, o fato da plataforma ter removido do ar alguns de seus vídeos e reduzido receitas, que Aghdam entendia que lhe seriam devidas pelo tráfego gerado em seu canal. 

Veja: Saiba quem é Nasim Aghdam.

Você tem Telegram? Então inscreva-se grátis aqui no canal do Oficina da Net e recebe todas as notícias pelo mensageiro.

MAIS SOBRE: #YouTube  #Google  #SundarPichai  #atirador
Comentários