Perigo a vista: Robôs sexuais poderão matar seus donos

Robôs poderão matar os seus donos caso forem invadidos por hackers.

Por | @oficinadanet Tecnologia

Os robôs sexuais ainda são uma realidade distante para muitas pessoas, porém, não deixam de serem sucesso para outros. Eles, porém, ainda geram muitas questões polêmicas, como cultura ao estupro, pedofilia, entre outras.

A novidade da vez é que tais robôs poderão passar de acompanhantes para assassinos. Caso a inteligência artificial não seja capaz de garantir total controle sobre eles, no futuro, os robôs mais vulneráveis poderão se tornar alvos fáceis de hackers, com isso poderão atacar de modo cruel os seus donos.

Atenção! Robôs poderão ser manipulados por hackers. Atenção! Robôs poderão ser manipulados por hackers.

Leia também:

As bonecas oferecem aos donos um realismo incondicional, podendo imitar vozes humanas e até orgasmos. No entanto, se tais robôs receberem mais movimentos e menos segurança nos seus códigos de acesso, eles poderão ser hackeados e até agredir os seus donos.

No mundo, existem cinco fabricantes que produzem esses robôs, com valores que variam entre US$ 5 mil e US$ 15 mil, e eles podem ser controlados por aplicativos. Por enquanto, não contam com inteligência artificial, sendo assim, não podem tomar iniciativas próprias.

Muitas vezes, esses robôs podem pesar mais de 90 quilos e ser muito fortes. Uma vez que um robô é hackeado, o hacker tem controle total e pode emitir instruções para o robô. A última coisa que você quer é que um hacker tenha controle sobre um desses robôs! Uma vez invadidos, eles poderiam ser absolutamente usados para realizar ações físicas para um cenário vantajoso ou para causar danos”, disse um o especialista em tecnologia da Universidade de Deakin.

“Hackers podem invadir um robô ou um dispositivo robótico e ter o controle total das conexões, braços, pernas e outras ferramentas anexas, como facas ou dispositivos de soldagem", completou.

“Os robôs precisam de um sistema operacional para operar exatamente como nossos telefones, tablets e laptops". Uma vez que hoje tudo é conectado à internet, "os robôs não são diferentes", disse ainda.

Mais sobre: robos tecnologia hackers
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo