Spotify cria ferramenta para que a comunidade ajude a melhorar o banco de dados

Com a utilização desta ferramenta, a empresa espera entender melhor como os ouvintes do Spotify interpretam a música, para melhorar a experiência para os consumidores e artistas.

Por | @fsbeling Spotify

O Spotify, o streaming de músicas com maior número de assinaturas pagas, divulgou nesta semana que vai permitir que a comunidade auxilie no aprimoramento do banco de dados e no motor de buscas dentro da plataforma musical, através de uma ferramenta chamada Line-In.

Com está ferramenta, o streaming de músicas vai permitir que usuários preencham as informações adicionais sobre artistas, canções e álbuns, tornando o banco de dados ainda maior, para que sugestões de músicas sejam ainda mais assertivas.

A ferramenta será disponibilizada inicialmente para usuários da versão desktop do serviço e em inglês, com a opção de preencher dados referentes ao país de origem, outros nomes para um artista, diferentes gêneros, assim como apelidos pelos quais é chamado e versões em outros idiomas ou nomes de batismo.

Em comunicado, a empresa explicou “Ao usar essa ferramenta, esperamos entender melhor como os ouvintes do Spotify interpretam a música, para que possamos melhorar a experiência para os consumidores e artistas. Algumas das categorias de dados que os usuários são convidados a fazer sugestões incluem: nível de explicitação, gênero, parcerias, idiomas, humor, tags, influência de artistas e URLs externos”.

Também será permitido adicionar tags que revelam mais informações sobre a música ou o seu responsável. Além disso, é possível indicar se aquele artista recebeu alguma premiação, como se já venceu o Grammy com determinada canção ou álbum, cadastrar a participação de um astro em um programa de TV como The Voice. Contudo, existe ainda uma opção para inserir o clima do trabalho, com opções de humor.

Ferramenta para que a comunidade auxilie no aperfeiçoamento do banco de dadosFerramenta para que a comunidade auxilie no aperfeiçoamento do banco de dados

Leia também:

Na página inicial do Line-In, o usuário vai se deparar com uma série de pesquisas com diferentes objetivos propostos. Como exemplo, em uma das enquetes genéricas é preciso ouvir uma sequencia de músicas e ao mesmo tempo indicar o clima de cada uma delas, já em outra, o usuário é desafiado a compartilhar seus conhecimentos sobre artistas, escolhendo a opção que está correta.

A ferramenta já estaria sendo testada pelo Spotify desde o ano passado, porém, somente nesta semana o serviço de streaming de músicas resolveu anunciar a novidade. Embora a plataforma esteja disponível somente em inglês, tanto assinantes da plataforma quanto usuários que usufruem gratuitamente do serviço, podem participar.

O Spotify, ao revelar o Line-In, ressalta que é uma ampliação das ferramentas de comunidade, com uma abordagem semelhante a Wikipédia. Entretanto, a empresa informou que a sua intenção não é formar uma enciclopédia, mas sim, uma estratégia adotada para que haja uma colaboração coletiva em suas ferramentas de edição, possibilitando ao usuário, agregar informações, editar, corrigir, tudo em prol de melhorar ainda mais o serviço. Além disso, outro objetivo é garantir a detecção correta do que é tocado em plataformas conectadas. Para incentivar ainda mais a participação a comunidade, a companhia pretende no futuro incluir mais enquetes e trazer novos recursos.

DEIXE SEU COMENTÁRIOComente aqui
Assine a nossa newsletter

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Comentários