Huami, responsável pela fabricação de wearables como Amazfit e Mi Band, vende 42 milhões de produtos em 2019

Confira os resultados nas vendas de wearables da Huami, empresa responsável pela fabricação da Amazfit e da Mi Band. É impressionante!

Banner da Huami. Fonte: Gizmochina
Banner da Huami. Fonte: Gizmochina

Neste final de semana, a Huami, empresa responsável pela fabricação dos wearables Amazfit e Mi Band, divulgou o seu relatório financeiro do ano de 2019. De acordo com a companhia, foi registrado ganhos surpreendentes nas vendas de dispositivos vestíveis como os smartwatches e as smartbands. No total foram 42,4 milhões de unidades vendidas de relógios inteligentes com displays, revelando um aumento de 72,4% de aumento em relação ao ano anterior.

Em 2019, a Huami obteve uma receita de US$303,3 milhões apenas no quarto trimestre. Entretanto, o lucro líquido, após dedução dos custos foi para US$213,8 milhões (aumento de 59% em relação ao ano anterior). Já considerando o ano todo, a empresa obteve uma receita total de US$834,9 milhões e descontando os custos, obteve um lucro de US$630,3 milhões (aumento de 32,8% em relação ao ano anterior).

A maioria das vendas da Huami estão concentradas no quarto trimestre de 2019

A maioria das vendas estão concentradas no quarto trimestre, onde a Huami conseguiu vender 14,7 milhões de unidades, um aumento de 59,8% em relação ao ano anterior. Huang Wang, fundador e CEO da Huami, disse que o ano de 2019 foi um ótimo ano no setor de wearables inteligentes. Huang revelou que a companhia fez recentemente uma parceria com a Timex para o desenvolvimento de produtos.

Huami. Fonte: Gizmochina
Huami. Fonte: Gizmochina

Acredita-se que a parceria firmada com a Timex foi para desenvolvimento do Timex Ironman R300, que foi lançado recentemente como o primeiro smartwatch da Timex. Além disso, ainda temos a parceria com a Xiaomi, para o desenvolvimento da Mi Band 5, que deve ser lançada ainda este ano.

A Huami foi fundada no ano de 2013 e continua a crescer de uma maneira impressionante. Mesmo com o impacto dos surtos do Coronavírus (COVID-19), a empresa está otimista com a previsão de vendas para o primeiro trimestre deste ano. O que você acha que irá acontecer? Comente abaixo e compartilhe conosco a sua opinião!

Fonte: Gizmochina

Tech Mobile: Inscreva-se!

O nosso novo canal de smartphones surgiu, veja o que preparamos para você que gosta de celulares!

Comentários
Minha foto
Insira um comentário