Foxconn assume trabalho infantil

De acordo com o jornal norte-americano USA Today, a Foxconn conta com crianças no seu quadro de trabalhadores.

Por | @oficinadanet Carreira em TI

De acordo com o jornal norte-americano USA Today, a Foxconn conta com crianças no seu quadro de trabalhadores. A descoberta foi feita através do China Labor Watch, um grupo de defesa dos direitos trabalhistas no país, ao qual identificou vários menores trabalhando na sede localizada na região leste da cidade de Yantai.

Os menores de idade possuíam idade até menor de 14 anos. Vale lembrar que de acordo com a legislação chinesa, a idade mínima para ser vinculado a uma companhia é de 16 anos.

Após mais este escândalo, a Foxconn admitiu em nota oficial o erro e ainda pediu desculpas pelo ocorrido. Na nota, a companhia afirmou também que não sabia que alguns dos seus funcionários não tinham idade legal para trabalhar, já que o documento de identidade não foi verificado na entrada dos trabalhadores. Assim, todas as crianças envolvidas foram demitidas e enviadas à escola.

De acordo com o China Labor Watch, a Foxconn não é a única culpada em abrigar trabalhadores com idade inferior ao permitido por lei. As escolas que enviaram os seus alunos também possuem uma boa parcela de culpa e assim, responsabilidade sobre o fato.

Mais sobre: Foxconn, trabalho infantil, crianças
Share Tweet
DESTAQUESMais compartilhados
Comentários
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar